Siza Vieira. Bares, discotecas e ginásios continuam encerrados em maio

Ministro da Economia garante que o fornecimento de máscaras estará assegurado para a reabertura gradual da economia.

O ministro da Economia confirmou esta quarta-feira que os bares, as discotecas e os ginásios vão continuar encerrados durante o mês de maio, podendo reabrir na terceira fase de desconfinamento da economia, prevista para o início de junho.

"Durante o mês de maio vão continuar encerrados bares, discotecas, ginásios", indicou Pedro Siza Vieira em entrevista ao programa Negócios da Semana da SIC-Notícias, justificando com a necessidade de manter o distanciamento social.

O ministro da Economia garantiu que o plano de reabertura da economia será feito de forma gradual e por etapas de quinze em quinze dias. "Ao fim de uma quinzena podemos avaliar se o levantamento gradual levou a um aumento descontrolado da epidemia", indicou o governante.

Questionado sobre o calendário futuro, o ministro afirmou que definimos um calendário até ao início de junho. Dá tempo às empresas para se adaptarem para as novas regras e avaliar o que se pode fazer no futuro", afirmou Pedro Siza Vieira, sublinhando que os portugueses têm de se habituar a "conviver o vírus".

Máscaras suficientes

O ministro da Economia garantiu ainda que haverá fornecimento de máscaras para a população, assegurando que o Estado vai disponibilizar para as escolas este material de proteção em "larga escala" para alunos e funcionários.

"O governo vai assegurar o fornecimento de máscaras nas escolas. O que precisamos de assegurar é que o mercado está fornecido em quantidade suficiente", frisou o governante indicando que esse é um pressuposto para reabrir a economia.

"Já temos muitas empresas portuguesas a produzir estes equipamentos, certificados e vão começar a chegar mais às grandes superfícies comerciais", assegurou o número dois do Executivo.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG