SIBS está à venda

A empresa que gere os pagamentos multibanco em Portugal procura parceiro internacional, segundo explicou Vítor Bento, presidente executivo, adianta o Expresso.

A empresa que gere o multibanco está à venda. Segundo explicou Vítor Bento, presidente executivo da empresa "ainda não há um modelo definido", frisou ao Expresso. O que significa que a operação tanto pode ficar-se pela entrada de um parceiro para a SIBS como ficar totalmente controlada por um investidor estrangeiro.

Bento assume que esse investidor basta ter a sua "natureza alinhada com o negócio" e que a empresa tem sido assediada desde há dois anos por investidores estrangeiros, nomeadamente "players" da indústria ou fundos de investimento. "As "fintechs" estão na berra e têm sido compradoras", acrescentou.

O Expresso avança que brevemente será iniciado o processo de consulta ao mercado e que este não será concluído antes do final do ano.

O assessor financeiro, segundo Vítor Bento, "deverá ser o Deutsch Bank", embora o acordo ainda não tenha sido formalizado.

Os acionistas da SIBS, que são todos os bancos que operam em Portugal, consideram que este negócio de pagamentos está "em profunda transformação". O mercado único bancário vai levar a um mercado único de pagamentos, um movimento que "tem vindo a ser acelerado pela Comissão Europeia, pelo BCE e pelo Parlamento Europeu", que deste 2005 apontam para esse objetivo, sublinhou Vítor Bento.

Exclusivos