Reformas antecipadas de desempregados sobem 11,8%

Despesa com reformas subiu menos do que o previsto, mas os gastos com as antecipadas por desemprego de longa duração disparou 11,8%.

A despesa com pensões antecipadas por desemprego de longa duração aumentou 11,8% no ano passado. O valor contrasta com a subida de 2,1% na fatura total das pensões pagas pela Segurança Social, que acabou por fechar o ano a subir menos do que previsto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG