Negócios de Jorge Mendes investigados pelo Fisco

Autoridade Tributária e Aduaneira tem trocado informações com Espanha, onde o empresário de futebol também está a ser investigado

Os negócios de Jorge Mendes estão sob a mira do fisco em Portugal, avança hoje o Jornal de Notícias. De acordo com este jornal, o empresário de futebol é um alvo prioritário na investigação que a Autoridade Tributária e Aduaneira está a realizar ao setor do futebol. Em causa estarão as vendas e transferências de jogadores e treinadores nos últimos três anos.

Segundo o JN, a Autoridade Tributária e Aduaneira tem trocado informações com as autoridades espanholas, que estão a investigar os impostos de vários jogadores representados por Jorge Mendes.

A 27 de junho, o empresário prestou declarações perante o juiz de instrução de Pozuelo de Alarcón, Espanha, tendo dito que "nunca" assessorou em matéria fiscal os futebolistas que representa. Segundo um comunicado da Gestifute, Mendes prestou declarações durante 45 minutos, vincando que se dedica "exclusivamente" a "representar futebolistas nas suas negociações com os clubes para a determinação das condições salariais dos seus contratos".

As declarações do agente português foram prestadas no âmbito da alegada fraude fiscal do avançado colombiano Radamel Falcao. Além de Falcao, a Gestifute representa vários outros jogadores e treinadores de primeiro plano, como os portugueses Cristiano Ronaldo, Fabio Coentrão, Ricardo Carvalho e José Mourinho e o argentino Ángel di María.

Contactada pelo JN, a Gestifute confirmou estar a ser alvo de uma inspeção da Autoridade Tributária, mas considerou ser normal, tendo ainda manifestado que tem colaborado com transparência.

Segundo o JN, o Fisco está atento aos negócios do futebol, tendo este ano aberto novos processos. Está a investigar negócios realizados pelo Benfica, FC Porto, Sporting, Braga, V. Guimarães, Marítimo, Nacional, Tondela, V. Setúbal, Arouca, Boavista, Estoril e Moreirense.

No ano passado, foram analisados os negócios relativos à contratação de 52 jogadores e técnicos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG