Matos Fernandes quer Transtejo com gestão metropolitana ainda em 2020

Ministro do Ambiente defende descentralização da gestão dos transportes públicos por em empresas únicas intermunicipais e metropolitanas.

A Transtejo e a Soflusa podem passar a ser geridas pela área metropolitana de Lisboa (AML) já a partir do próximo ano. A saída da gestão do Estado central das duas empresas que fazem o transporte fluvial no rio Tejo foi defendida pelo ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, durante a sessão de abertura do Portugal Mobi Summit.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG