Lagarde crítica políticos que recorrem a receitas protecionistas

Apesar de nunca ter mencionado o nome de Donald Trump, as suas palavras foram vistas como uma critica ao candidato à Casa Branca

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, criticou esta quarta-feira os políticos que prometem "ser duros" com os parceiros comerciais estrangeiros, numa crítica velada a Donald Trump, defensor de medidas protecionistas.

Lagarde nunca citou o nome do candidato republicano à Casa Branca, mas as suas observações foram interpretadas como uma crítica a Trump, que propõe sanções económicas ao México e à China.

"Há um risco crescente de os políticos que tentam ocupar um cargo prometerem 'ser duros' com parceiros comerciais através de tarifas punitivas ou outras restrições comerciais", alertou a dirigente do FMI num discurso em Toronto, citado pela Efe.

"A história diz-nos claramente que encerrar fronteiras e fomentar o protecionismo não é forma de atuar", já que todos "os países que tentaram esta via fracassaram", afirmou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG