Um selo pela igualdade que promete dez biliões à economia

Salários. As desigualdades entre homens e mulheres custam biliões à economia mundial. Há uma portuguesa a trabalhar para que isso mude

Portugal começou pelo topo da pirâmide. De acordo com a lei aprovada no Parlamento a 23 de junho, a partir de janeiro de 2018 as empresas do Estado e as cotadas em bolsa passam a ter de cumprir quotas de género nos conselhos de administração. A medida é um "passo importante" no caminho da igualdade mas "não chega".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.