Inspeção de Finanças terá mantido na gaveta auditoria à Cruz Vermelha

Relatório apontou "graves deficiências" em 2016, avança o Público. Mas só terá chegado ao Tribunal de Contas na semana passada.

A Inspeção Geral de Finanças (IGF), ontem alvo de buscas pelo Ministério Público no âmbito de um inquérito em que estão a ser investigados os crimes de corrupção passiva, peculato e abuso de poder, terá identificado "graves deficiências" no funcionamento da Cruz Vermelha. Mas o relatório de auditoria terá ficado por mais de dois anos na gaveta, avança esta quarta-feira o Público.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG