Impostos: Starbucks e Fiat na mira de Bruxelas

A investigação tem como objectivo reprimir a evasão fiscal nos países da UE e foi lançada há menos de um ano

A Starbucks e a Fiat poderão tornar-se, já esta semana, as primeiras empresas a sofrerem consequências da investigação da Comissão Europeia aos acordos tributários, com determinados Estados-Membros, com vista a reduzirem as suas facturas fiscais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG