Estado emprega mais 10.885 pessoas: menos médicos e mais guardas florestais

Em junho, o número de funcionários públicos ascendeu a 741 698 postos de trabalho, um aumento de 1,5% face ao segundo trimestre do ano passado. Crescimento do ganho médio mensal abranda para 1879 euros.

Ingressaram para o setor das administrações públicas mais 10 885 trabalhadores, no segundo trimestre do ano, o que representa um aumento de 1,5% face ao período homólogo do ano passado. Ao todo, o Estado emprega 741 698 funcionários, é o valor mais elevado desde 2011, segundo a síntese estatística do emprego público divulgada esta terça-feira. Ainda assim, verifica-se um abrandamento no crescimento do emprego estatal, já que, no trimestre anterior, o aumento tinha sido de 2,2% também em termos homólogos.

Esta subida de 1,5% no emprego público, comparativamente com o mesmo período de 2021, resultou essencialmente do aumento de 1,1% da força laboral na administração central, correspondente a mais 6 263 postos de trabalho, e na administração local, que criou mais 2 954 postos de trabalho, um crescimento de 2,3%, justifica o relatório.

Leia o artigo completo no DInheiro Vivo

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG