Durão Barroso, o lobista com reforma vitalícia de 18 mil euros por mês

Antigo primeiro-ministro chegou a receber um complemento salarial de 16 900 euros por mês por não ocupar qualquer cargo

Durão Barroso vai receber uma pensão pública vitalícia de 18 mil euros por mês apesar de ser administrador não executivo do Goldman Sachs International. O antigo presidente da Comissão Europeia passou a ser tratado desde segunda-feira como um lobista - representante de interesses privados.

Mas não será um lobista qualquer, como assinala esta terça-feira o jornal El Mundo. Durão Barroso, por ter trabalhado 10 anos na Comissão Europeia, vai ter direito a uma pensão de 18 mil euros, que corresponde a 70% do salário mensal de 26 mil euros que recebia em Bruxelas. Isto deverá acontecer dentro de cinco anos - o antigo primeiro-ministro tem atualmente 60 anos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG