Goldman Sachs. Durão Barroso acusa Bruxelas de "discriminação"

Antigo primeiro-ministro defende-se de Jean-Claude Juncker, que pediu para examinar, de novo, o contrato com a Goldman Sachs

É através de carta que Durão Barroso responde a Bruxelas. O ex-presidente da Comissão Europeia acusa a instituição de estar a ser "discriminatória" e "inconsistente" depois de Jean-Claude Juncker ter pedido uma consulta ao gabinete de ética sobre o cargo de administrador não executivo do Goldman Sachs, segundo um documento a que o Financial Times teve acesso.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG