Dormidas turísticas na UE iniciam recuperação do impacto da pandemia em 2021

No ano passado, na sequência do alívio de medidas como as restrições às viagens, tomadas em resposta à pandemia da covid-19, o número de dormidas em estabelecimentos turísticos totalizou 1,8 mil milhões, um aumento de 27,3% face a 2020, mas um recuo de 37,4% na comparação com 2019.

O setor do turismo na União Europeia (UE) começou a recuperar do impacto da pandemia de covid-19 em 2021, mas ainda está longe dos resultados de 2019, segundo o Eurostat.

No ano passado, na sequência do alívio de medidas como as restrições às viagens, tomadas em resposta à pandemia da covid-19, o número de dormidas em estabelecimentos turísticos totalizou 1,8 mil milhões, um aumento de 27,3% face a 2020, mas um recuo de 37,4% na comparação com 2019.

Em Portugal, as dormidas em estabelecimentos turísticos aumentaram, em 2021, 41,1% face ao ano anterior, mas ficaram 45,1% abaixo dos números de 2019.

A doença covid-19 é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado em finais de 2019, mas uma das variantes do vírus, a Ómicron, detetada em novembro passado, é atualmente dominante.

Desde o início da pandemia, a covid-19 provocou mais de seis milhões de mortos em todo o mundo, segundo dados da agência France-Presse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG