Crédito ao consumo em máximos desde a saída da troika

Deco alerta para "relação responsável com a gestão do crédito". Famílias já adaptaram a sua situação financeira, garantem empresas.

O crédito ao consumo está de novo a bater recordes, registando, no ano passado, o maior aumento desde a saída da troika. Em outubro, o último mês de que há dados, os portugueses pediram emprestados 512 milhões de euros - o terceiro valor mais elevado do ano. São 123 mil novos contratos de crédito. Em 2012, a média mensal não ultrapassava 270 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG