Ainda não é a hora da taxa fixa no crédito à habitação

Ciclo de quedas das Euribor está prestes a inverter-se, mas as taxas variáveis continuam, por enquanto, mais atrativas na compra de casa

Os juros dos empréstimos para compra de casa já estão a aumentar. A taxa implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação subiu pelo quarto mês consecutivo em janeiro deste ano, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Uma subida que, segundo Nuno Rico, economista da Dinheiro & Direitos, se deve "à estabilização da evolução da Euribor, que pouco tem variado nos últimos meses, a que se associa uma igual estabilização dos spreads propostos pela banca". Spreads que, mês após mês, tinham vindo a descer de forma gradual.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG