“Em ano de eleições, toda a gente vai querer dramatizar cada incêndio”

António Costa avisa que ainda há muito por fazer na prevenção dos incêndios e que é preciso agir em “contrarrelógio” para resolver os problemas estruturais do país. Mas, sendo ano eleitoral, teme que ninguém esteja disponível para isso.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG