5 curiosidades sobre Davos

A 64.ª edição do Fórum Económico Mundial de Davos arranca na quarta-feira e prolonga-se até sábado, na estância de ski suíça de luxo. Da lista de factos que a BBC realça sobre o encontro de líderes mundiais e bilionários, aqui ficam os mais surpreendentes.

1. Outros tempos, outro tempo

Não é qualquer instituição que consegue mobilizar tantos chefes de Estado e de governo, banqueiros, presidentes das maiores empresas do mundo e bilionários para se reunirem durante cinco dias num mesmo local. O Wolrd Economic Forum dura cinco dias, mas as primeiras reuniões chegaram a durar mais de duas semanas.

2. Fora do lugar

É comum aparecerem artistas no Fórum, para chamar a atenção para temas quentes em debate - este ano, por exemplo, Leonardo DiCaprio levará a Davos o seu empenho no combate às alterações climáticas. Menos comum é um ex-primeiro-ministro aparecer como maestro, mas foi isso que aconteceu em 1979, quando o antigo chefe do governo britânico Edward Heath conduziu a orquestra de Câmara de Zurique num concerto de beneficência durante a reunião.

3. Linhas cruzadas

O presidente francês não deve ter muita gente a desligar-lhe o telefone na cara. Mas o fundador do fórum, Klaus Schwab, já o fez quando Valery Giscard d'Estaing era o chefe de Estado - num reflexo de pânico, ao perceber que a secretária tinha ligado para o Presidente, em vez de telefonar para o homem que dirigia o Insead, Olivier Giscard d'Estaing.

4. Influência e poder

Se não vivemos uma guerra entre a Turquia e a Grécia no final dos anos 1980 foi graças ao World Economic Forum. Quem o garante é o antigo primeiro-ministro turco. Turgut Ozal diz que a tensão entre ele só não escalou ao ponto do conflito armado porque ele e Andreas Papandreou se encontraram em Davos e Ozal percebeu que podia confiar no seu homólogo grego.

5. A chegada da China e dos Estados Unidos

Foi em 1979, quando apenas começavam as reformas económicas da China, que a primeira delegação de Pequim marcou presença no World Economic Forum. Em 64 anos, quantos presidentes americanos faltaram à reunião em Davos? Quase todos. Na verdade, Bill Clinton foi o único a aparecer na estância suíça até hoje. Estreou-se em 2000 e repetiu a experiência quase todos os anos desde essa data. Antes dele, Reagan participara no encontro por videoconferência. Depois de Clinton, nem Bush pai, nem Bush filho, nem sequer Barack Obama passaram por lá.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG