Lucros da AstraZeneca cresceram 159% para 2,6 mil milhões de euros em 2020

Farmacêutica anglo-sueca obteve um lucro líquido de 3144 milhões de dólares (2592 milhões de euros) em 2020

A farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca, que desenvolveu uma das vacinas contra a covid-19, obteve um lucro líquido de 3144 milhões de dólares (2592 milhões de euros) em 2020, mais 159% do que no ano anterior.

Em comunicado enviado esta quinta-feira à Bolsa de Valores de Londres, a empresa informou que o seu lucro antes de impostos foi de 3.916 milhões de dólares (3228 milhões de euros), um aumento de 152% face ao ano anterior.

A receita total em 2020 atingiu 26 617 milhões de dólares (21 945 milhões de euros), um aumento de 9,1% em relação a 2019, acrescentou a empresa, que destacou a expressiva receita gerada pelo rápido desenvolvimento de novos medicamentos, bem como os avanços na produção da vacina contra a covid-19.

A AstraZeneca refere ainda que os ganhos do quarto trimestre do ano passado mais do que triplicaram devido às fortes vendas nos medicamentos para o cancro.

Segundo a empresa, as vendas de medicamentos no quarto trimestre do ano cresceram 11% para 7,41 mil milhões, impulsionadas por um aumento de 24% nos tratmentos para a área oncológica.

A AstraZeneca anuciou na quarta-feira que estabeleceu uma parceria com a alemã IDT Biologika para aumentar a capacidade de produção de vacinas contra a covid-19 destinadas à Europa a partir do segundo trimestre deste ano.

Em comunicado, os dois laboratórios realçaram que estão a "examinar as possibilidades de acelerar a produção da vacina AstraZeneca", com o anúncio a surgir depois de a farmacêutica - que desenvolveu a vacina com a Universidade de Oxford -, ter sido acusada de atrasos nas entregas para a União Europeia (UE).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG