William Carvalho: "Não venderia o Cristiano, nem por 200 milhões"

Médio português deu uma entrevista ao jornal Marca a propósito do Bétis-Real Madrid deste domingo, mas a conversa andou sempre à volta de CR7.

William Carvalho jamais venderia Cristiano Ronaldo por 100 milhões de euros. "Não, não o venderia por 100 milhões, nem por 200. São poucos os jogadores que fazem tantos golos como o Cristiano. Até podiam contratar um bom avançado, mas as coisas que o Cristiano faz poucos jogadores poderiam fazê-lo. É óbvio que o Cristiano faz falta ao Real Madrid, mas o Madrid continua a ter uma equipa com muita qualidade", respondeu o médio do Bétis quando questionado sobre o valor da venda do passe do capitão da seleção nacional.

Na opinião do ex-Sporting, CR7 "faz falta a qualquer equipa do mundo" e no Real Madrid nota-se um pouco isso: "Um pouco não, muito. Os golos que o Cristiano fazia. Ele agora está bem, está bem na Juventus e ainda vai fazer muitos golos lá."

Mesmo sem o extremo português e estando em crise de resultados o Real Madrid não será um adversário fácil para o Bétis. "Vai ser um jogo difícil, o Real não está a passar uma boa fase, mas tem jogadores de muita qualidade. Vamos ter cautelas, mas acho que temos equipa e confiança para ganharmos, com todo o respeito que tenho por eles", avisou o médio.

O internacional português admitiu ainda que a adaptação à liga espanhola não foi imediata. "Não comecei muito bem, como todos os jogadores tive um período de adaptação, mas agora sinto que estou bem e a equipa está a melhorar. A liga espanhola é mais competitiva, é um dos campeonatos mais fortes do mundo. Os adversários são mais difíceis e há mais jogadores de qualidade."

Desde que está em Sevilha, William já venceu em alguns campos importantes, como no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán (Sevilha), em San Siro (Milan) e no Camp Nou (Barcelona). Qual a que lhe deu mais prazer? "Todas. A do Sevilha porque é um adversário que tínhamos de ganhar ou ganhar. A de San Siro foi frente a um clube histórico. E frente ao Barcelona porque é o Barcelona, tem jogadores de top mundial e marcar quatro golos ali não está ao alcance de qualquer um. Nós além de termos feito isso, jogámos muito bem", respondeu William, admitindo ainda que quando era leão foi sondado por Real Madrid e Barcelona.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG