Vieira recorre da suspensão para o Tribunal Administrativo

O Benfica defende que se confirmaram as declarações em o seu presidente comparou Bruno de Carvalho a Vale e Azevedo

O Benfica anunciou esta terça-feira que irá recorrer do castigo de 67 dias ao presidente Luís Filipe Vieira decidido pelo Conselho de Disciplina e confirmado hoje pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

Os encarnados vão interpôr recurso para o Tribunal Central Administrativo do Sul, não aceitando assim a pena aplicada na sequência de declarações de Vieira, após o dérbi de abril de 2017, nas quais comparava o então presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, a Vale e Azevedo, antigo líder das águias.

Numa curta nota no site oficial, o Benfica considera que os "factos supervenientes vieram dar razão aos motivos daquela declaração". Os encarnados lembram, no entanto, que o castigo agora ratificado pelo TAD "já foi cumprido"

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG