Seis clubes do Campeonato de Portugal unem-se nos protestos e pedem reunião à Federação

Olhanense, Real, Praiense, Benfica e Castelo Branco, Lusitânia de Lourosa e Fafe não concordam com decisão de fazer subir Arouca e Vizela.

Após a suspensão dos campeonatos devido à covid-19, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) indicou o Arouca e Vizela, os líderes da Série A e B do Campeonato de Portugal, para subirem à II Liga e deu origem a uma onda de indignação em vários clubes, com iguais aspirações. Seis deles - Olhanense, Real, Praiense, Benfica e Castelo Branco, Lusitânia de Lourosa e Fafe - sentem-se lesados e pedem uma reunião à FPF.

Os clubes do terceiro escalão do futebol português dizem-se "surpreendidos"com a impossibilidade de se realizar o play-off de acesso à II Liga e com a escolha do Vizela e Arouca. "De imediato, as direções dos clubes suprarreferidos reuniram, atendendo a que tal situação contraria totalmente aquilo que lhes foi transmitido desde o início de abril pelo departamento de competições da FPF, que sempre lhes disse que aguardassem serenamente, pois, em articulação com o Governo e a Direção-Geral da Saúde, a breve trecho, iriam ser anunciadas as datas de início dos treinos, bem como as datas e os locais onde se iriam realizar os jogos de play-off", informaram os emblemas em comunicado conjunto, pedindo uma reunião à direção da FPF, "de modo a esclarecer toda esta situação", que, a manter-se, "causará elevados prejuízos desportivos e económicos aos clubes signatários".

Já no sábado o presidente do Praiense, Marco Monteiro, tinha revelado a intenção de agir judicialmente contra a decisão federativa: "Vou para o advogado. É óbvio que vamos recorrer [judicialmente]. Não há nenhum regulamento da federação, nenhum, que diga uma situação dessas. Portanto, se não há nenhum, quem é que é mais primeiro do que alguém?"

Quanto ao Vizela, considerou que "foi feita justiça"."Aguardávamos há algum tempo esta decisão, porque não há havia outra forma. Quero dar também os parabéns à Federação", disse o líder vizelense Diogo Godinho, lembrando "que foi reconhecido o mérito desportivo do Vizela e do Arouca", as equipas com mais pontos de todas a séries.

O Campeonato de Portugal é composto por 72 clubes, dividido em quatro séries, cada uma com 18 equipas, sendo que os dois primeiros classificados de cada série são apurados para um play-off que determina a subida de dois clubes à II Liga. Até à suspensão da competição (12 de março), o Vizela liderava a Série A com 60 pontos (mais oito que o segundo classificado Fafe), enquanto o Arouca estava em 1º lugar na Série B com 58 pontos (mais oito que o Lusitânia de Lourosa). Na Série C o líder era o Praiense com 53 pontos e na Série D o Olhanense com 57 pontos (os mesmos que a Real).

O futebol da I Liga é o único que ainda vai voltar aos relvados., após do dia 31 de maio.

.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG