Real Madrid empata com Celta e liderança fica presa por um ponto

Barcelona vê assim a distância para o primeiro ser reduzida. Empate interrompe série de cinco triunfos consecutivos.

O Real Madrid cedeu este sábado em casa um empate 2-2 frente ao Celta de Vigo, para a 24.ª jornada, e viu reduzida para um ponto a vantagem para o FC Barcelona, segundo, na liderança da Liga espanhola de futebol.

O Celta diantou-se pelo russo Fedor Smolov (0-1), aos sete minutos, o Real Madrid deu a volta com golos do alemão Toni Kroos (1-1), aos 52, e do capitão Sérgio Ramos (2-1), aos 65, de penálti, mas Santi Mina estabeleceu o resultado final em 2-2, aos 85.

O Real Madrid, que viu interrompida uma série de cinco triunfos consecutivos para o campeonato, segue no comando da liga, com 53 pontos, apenas mais um do que o campeão FC Barcelona, que ocupa a segunda posição, com 52, e que no sábado venceu o Getafe, por 2-1.

Um dos aspetos positivos na equipa do Real Madrid foi o regresso à competição do belga Eden Hazard, afastado desde novembro de 2019, devido a uma lesão no tornozelo direito, e que o treinador Zinedine Zidane chamou à titularidade.

O Osasuna venceu em casa do Athletic Bilbau, por 1-0, com um golo de Oier, aos 29 minutos, e 'colou-se' ao clube basco na tabela classificativa. O Athletic Bilbau caiu para 10.º posto e o Osasuna ascendeu ao 11.º, ambos com 31 pontos.

No fundo da tabela, o lanterna-vermelha Espanyol somou um ponto em casa do Sevilha (2-2) e o antepenúltimo Leganés conseguiu feito idêntico na receção ao Betis (0-0), mas mantêm-se ambas as equipas nas últimas posições, com 19 pontos.

Em casa do Sevilha (5.º, com 40 pontos), orientado pelo ex-FC Porto Julen Lopetegui, e sem os lesionados Daniel Carriço e Óliver Torres, marcaram para os da casa o argentino Lucas Ocampos e Suso e para os visitantes Adri Embarba e o chinês Wu Lei.

O Leganés, do português Kévin Rodrigues, manteve o 19.º lugar, agora com 19 pontos, enquanto o Betis, de William Carvalho, é 12.º, com 29.

O jogo entre o Eibar e a Real Sociedad, inicialmente previsto para hoje, no Estádio Municipal de Ipurua, foi no sábado adiado devido à poluição causada pelo incêndio no aterro sanitário de Zaldibar.

O aterro entrou em colapso em 06 de fevereiro, num incidente que vitimou dois trabalhadores, que ainda não foram encontrados, e causou incêndios nos resíduos que ainda não foram apagados e que têm libertado partículas tóxicas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG