PSG-Dortmund foi explosão de contágio de coronavírus em Paris

O jogo de 11 de maio para a Liga dos Campeões foi à porta fechada, mas contou com 4000 pessoas no exterior do estádio e vários adeptos ficaram infetados.

O jogo entre o Paris Saint-Germain e o Borussia Dortmund, no passado dia 11 de março a contar para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, não teve público nas bancadas do Parque dos Príncipes, mas de acordo com o jornal francês Le Parisien poderá ter sido ali o palco de uma autêntica explosão de contágio de coronavírus em Paris.

E tudo porque no exterior do estádio estiveram quatro mil adeptos do PSG a apoiar a equipa da casa. Essa pequena multidão acabou por celebrar a vitória francesa por 2-0 e o consequente apuramento para os quartos-de-final, tendo inclusive contado com a presença dos jogadores, que foram a uma varanda do estádio agradecer o apoio.

O jornal Le Parisien falou com vários dos adeptos que estiveram presentes naquela noite quente no exterior do Parque dos Príncipes e todos eles assumem que não sentiram perigo de contágio e até referem que a polícia tinha dado autorização para se concentrarem naquela zona, apesar de seis dias antes o governo francês tivesse proibido as aglomerações superiores a mil pessoas.

"A posteriori, vemos que era arriscado. Se soubéssemos o que ia acontecer nas semanas seguintes, tínhamos ficado em casa" refere um dos adeptos presentes naquela noite nas imediações do Parque dos Príncipes, enquanto outro lembra que ninguém se preocupou porque "também havia muita gente nos centros comerciais". "A concentração foi autorizada pela polícia e não me arrependo de lá ter estado porque esse dia foi inesquecível", acrescentou outro dos presentes que dá pelo nome de Matthieu.

Romain Mabille, um dos líderes da claque Collectif Ultras Paris, admitiu ao Le Parisien que "vários membros" do seu grupo acusaram positivo para o coronavírus, "mas não sabem se foram contagiados naquela noite, antes ou depois".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG