Premier League: Tottenham irresistível, Everton forte e Wolves derrotado

Tottenham bateu o Fulham por 3-1 e soma o máximo de pontos em dois jogos. Everton de Marco Silva confirmou bom arranque e venceu (2-1) Southampton. Leicester de Ricardo Pereira mais eficiente do que Wolverhampton da legião lusitana

Ao 15.º jogo em agosto para a Premier League, a máquina goleadora desfez um enguiço: Harry Kane marcou, e fechou o triunfo do irresistível Tottenham na receção ao Fulham. Antes, Lucas Moura abriu o marcador (43') para os Spurs, mas o dérbi londrino seria empatado aos 52' por Aleksandar Mitrovic (os 12 golos desde fevereiro na Premier League só foram ultrapassados por Salah, do Liverpool).

No entanto, em três minutos, o Tottenham acabou com a discussão. Primeiro (74'), Trippier fez o 2-1 de livre direto (concretização que os Spurs já não conseguiam desde outubro de 2015 - Christian Erikssen, frente ao Swansea), depois (77'), Kane picou o ponto.

Nos duelos com portugueses, o Everton demonstrou que de Marco Silva parece estar a montar uma equipa forte para esta época. Após o empate na primeira jornada (2-2, com a legião portuguesa do Wolverhampton - mas já lá vamos), os Toffies ultrapassaram o Southampton, por 2-1. Theo Walcott (15') e Richarlison (31'), com o terceiro golo em dois jogos, colocaram a equipa do técnico português confortável. Danny Ings (54') ainda reduziu.

O Leicester apresentou Ricardo Pereira na lateral direita já a uma rotação muito alta. Isso e a maior eficácia foram inultrapassáveis para o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo (com Rui Patrício., Rúben Neves, João Moutinho, Helder Costa e Jota titulares, tal como o ex-Braga Boly e Raúl Jiménez, que está cedido pelo Benfica). O 2-0 final reflete a competência no ataque: os Wolves acertaram três bolas nos ferros, Kasper Schmeichel (84') fez uma grande defesa em mais um grande remate de Neves.

Num jogo muito aberto, o Leicester adiantou-se com um auto-golo de Doherty (29') e chegou ao 2-0 por Maddison (45'). Na segunda parte, o Leicester recuou, o Wolves rondou muito a área adversária, com Léo Bonatini (ex-Estoril) a entrar ao intervalo para o lugar de Jota (Traoré substituiu Helder Costa e da armada portuguesa, ou ligada ao futebol português, apenas Ruben Vinagre ficou sentado no banco). Aos 66', Vardy teve uma entrada violenta sobre Doherty e foi expulso. É um dos jogadores (com três vermelhos diretos) com mais expulsões da Premier League.

A ganhar 2-0, Claud Puel decidiu dar solidez ao meio campo e fez entrar Adrien Silva (o outro luso do Leicester) e Iheanacho aos 82'. E a equipa de Nuno jamais foi capaz de reduzir a diferença, que poderia relançar a partida.

Resultados desta tarde

Cardiff 0-0 Newcastle

Everton 2-0 Southamptom

Leicester 2-0 Wolverhampton

Tottenham 3-1 Fulham

West Ham 1-2 Bournemouth

Chelsea - Arsenal (17.30)

Exclusivos