Cinco regressos aos convocados de Fernando Santos

José Fonte, Raphaël Guerreiro, João Mário, André Gomes e Gonçalo Guedes vão estar nos jogos com Itália e Polónia, respetivamente a 17 e 20 de novembro, em jogos a contar para a Liga das Nações

Daniel Carriço é a grande novidade da lista de convocados do selecionador nacional Fernando Santos para os jogos com a Itália, em Milão, e com a Polónia, em Guimarães, respetivamente nos dias 17 e 20 de novembro, a contar para a Liga das Nações.

José Fonte, Raphaël Guerreiro, João Mário e André Gomes integram pela primeira vez os convocados depois da participação no Mundial 2018. Outro regresso é o de Gonçalo Guedes que falhou o duplo confronto com Polónia e Escócia devido a uma lesão.

Em relação ao último compromisso das seleções, ficam de fora Pedro Mendes, Kevin Rodrigues, Sérgio Oliveira, Hélder Costa e Gedson Fernandes, sendo que este último regressa aos sub-21 que irá disputar o play-off com a Polónia, que é decisivo para o apuramento para a fase final do Europeu.

Ausente continua ainda Cristiano Ronaldo, que conforme já havia dito Fernando Santos só deverá voltar a ser chamado em 2019.

Eis a lista completa de convocados:

Guarda-redes: Rui Patrício (Wolverhampton), Beto (Göztepe), Cláudio Ramos (Tondela)

Defesas: Cédric Soares (Southampton), João Cancelo (Juventus), José Fonte (Lille), Luís Neto (Zenit), Pepe (Besiktas), Rúben Dias (Benfica), Mário Rui (Nápoles), Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund)

Médios: André Gomes (Everton), Bruno Fernandes (Sporting), Danilo Pereira (FC Porto), João Mário (Inter Milão), Pizzi (Benfica), Renato Sanches (Bayern Munique), Rúben Neves (Wolverhampton), William Carvalho (Betis);

Avançados: Bernardo Silva (Manchester City), Bruma (RB Leipzig), Gonçalo Guedes (Valência), Rafa Silva (Benfica), André Silva (Sevilha), Éder (Lokomotiv Moscovo)

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.