Mourinho poderá estar prestes a mudar-se para a China

The Telegraph diz que treinador português tem mantido conversações com o homem mais rico da China, Hui Ka, proprietário do grupo que detém o Guangzhou Evergrande

José Mourinho está em conversações com o homem mais rico da China, Hui Ka, com o intuito de assumir o comando técnico do Guangzhou Evergrande e possivelmente a seleção nacional chinesa, escreve esta sexta-feira o britânico The Telegraph .

Hui Ka é presidente do Evergrande Group, um dos maiores grupos empresariais da China e detentor da maioria das ações do Guangzhou Evergrande, clube sete vezes consecutivas campeão chinês, entre 2011 e 2017, e que viu a hegemonia ser quebrada pelo Shangai SIPG de Vítor Pereira. Agora, com o intuito de recuperar o domínio perdido e de continuar a desenvolver o futebol no país, reuniu com o treinador português para que este o pudesse ajudar.

A paixão pelo futebol de Hui Ka é bem conhecida. O magnata é um dos principais impulsionadores do futebol na China e tem desembolsado verbas elevadíssimas no futebol de formação, na esperança de desenvolver o campeonato local e a seleção nacional.

À procura de um novo desafio, Mourinho está sem trabalhar desde dezembro do ano passado, quando foi despedido do Manchester United. Depois de ter sido apontado a vários clubes, poderá agora estar prestes a suceder a Fabio Cannavaro no comando do Guangzhou Evergrande ou a Marcelo Lippi na seleção chinesa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG