Marco Silva surpreende Chelsea

O Liverpool, adversário do FC Porto nos quartos de final da Liga dos Campeões, venceu no terreno do Fulham, por 2-1, em jogo da 31.ª jornada da liga inglesa de futebol.

O Everton, comandado pelo português Marco Silva, surpreendeu este domingo o Chelsea e venceu em casa por 2-0 a formação londrina, que falhou a subida ao quarto lugar, na 31.ª jornada da liga inglesa.

Já sem aspirações europeias e com manutenção praticamente garantida, o Everton chegou ao triunfo muito graças ao avançado brasileiro Richarlison, que abriu o marcador, aos 49 minutos, e esteve na origem da grande penalidade, que levou ao segundo golo da sua equipa, aos 72.

Na marcação do penálti, o médio islandês Sigurdsson permitiu a defesa do guarda-redes do Chelsea, mas redimiu-se na recarga, numa altura em que o médio português André Gomes, titular no Everton, já não estava em campo, tendo sido substituído aos 68 minutos.

Com este resultado, a equipa de Marco Silva subiu ao 11.º lugar da Premier League, com 40 pontos, enquanto o Chelsea manteve o sexto posto, com 57, tendo falhado a possibilidade de igualar o Arsenal no quarto posto, o último que dá acesso à Liga dos Campeões da próxima temporada.

A 31.ª jornada só termina a 24 de abril, com o Manchester United-Manchester City, jogo que foi adiado devido à participação das duas equipas na Taça de Inglaterra.

Liverpool vence e isola-se na liderança

No outro jogo do dia, o Liverpool isolou-se provisoriamente na liderança da prova, após vencer no terreno do Fulham, por 2-1, num encontro em que o golo da vitória dos reds só apareceu na fase final da partida.

Em Londres, James Milner, na marcação de uma grande penalidade, aos 81 minutos, deu o triunfo ao Liverpool, no terreno do penúltimo classificado da Premier League.

Antes, aos 26 minutos, o senegalês Sadio Mané tinha colocado a formação do alemão Jurgen Klopp em vantagem, mas o holandês Babel, antigo jogador dos reds, refez a igualdade, aos 74.

Com este triunfo, o Liverpool, adversário do FC Porto nos quartos de final da Liga dos Campeões, saltou para o primeiro lugar da competição, com mais dois pontos e também mais um jogo disputado do que o Manchester City, agora segundo classificado.

Por seu lado, o Fulham sofreu a sétima derrota seguida na Premier League e tem praticamente destino traçado até ao segundo escalão, já que segue no penúltimo lugar, a 14 pontos da salvação.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.