Manchester City vence Arsenal. Jogo foi boicotado na China e a culpa é de Ozil

Kevin De Bruyne esteve em destaque no triunfo dos citizens sobre os gunners (3-0).

O Manchester City venceu este domingo na visita ao Arsenal, na 17.ª jornada da Liga inglesa de futebol, por 3-0, com todos os golos marcados no primeiro tempo, numa partida em que Kevin De Bruyne esteve em destaque.

Foi logo aos dois minutos que a formação comandada por Pep Guardiola se colocou em vantagem, com Kevin De Bruyne a finalizar de primeira, com um forte remate, após cruzamento do avançado brasileiro Gabriel Jesus.Aos 15 minutos, foi a vez de o internacional belga servir o extremo inglês Raheem Sterling para o segundo do jogo.

Ainda antes do intervalo, aos 40, De Bruyne voltou a marcar, desta feita num remate cruzado à entrada da área adversária, depois de uma combinação com o jovem inglês Phil Foden, de 19 anos, e o encontro chegou ao intervalo com 3-0 no marcador.

Durante a segunda parte, os londrinos não foram capazes de contrariar a superioridade do City, e a partida terminou sem mais golos, com o City a aproximar-se do segundo lugar ocupado pelo Leicester (que empatou no sábado na receção ao Norwich).

O emblema de Manchester segue no terceiro posto com 35 pontos (menos quatro pontos do que o Leicester e menos 14 pontos do que o líder Liverpool).

O jogo foi boicotado na China. A emissora estatal chinesa (CCTV) cancelou a transmissão da partida depois de Mesut Özil ter criticado a opressão contra a minoria muçulmana uigure no país asiático. O jogador alemão de origem turca postou em seu perfil no Twitter, a 13 de dezembro, uma mensagem que chama os uigures de "guerreiros que resistem à perseguição" e critica tanto a China quanto os países muçulmanos por seu silêncio sobre a repressão. O Arsenal distanciou-se das declarações de Özil, mas não foi suficiente para evitar o boicote em um dos principais mercados internacionais para o clube.

Tottenham de Mourinho vence e ultrapassa United

Nos outros dois jogos do dia na Premier League, o Tottenham venceu o Wolverhampton por 2-1, com a vitória da equipa de José Mourinho sobre a formação liderada por Nuno Espírito Santo a ser conseguida já depois dos 90 minutos, enquanto o Manchester United cedeu um empate caseiro frente ao Everton (1-1).

Já em Old Trafford, o Manchester United ficou em desvantagem aos 36 minutos devido a um autogolo do sueco Victor Lindelof (ex-Benfica), tendo conseguido chegar à igualdade aos 77 através do jovem avançado inglês Mason Greenwood (18 anos). Com este desfecho, o United desceu para sexto (25 pontos), enquanto o Everton segue na 16.ª posição (18 pontos).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG