Lopetegui: "Sinto-me triste mas tenho forças para continuar"

O treinador do Real Madrid recusa deixar o clube depois da goleada de 5-1 sofrida em Barcelona

Julen Lopetegui, treinador do Real Madrid, não atira a toalha ao chão apesar da goleada de 5-1 sofrida em Camp Nou diante do Barcelona, que faz aumentar a contestação e as notícias que dão conta do seu despedimento iminente.

"Estou triste, como está o balneário, mas tenho forças. Sou treinador, estamos no mês de outubro, reconheço que é uma derrota dura e gorda. Contudo, a situação é reversível, a equipa vai crescer e melhorar. Esta equipa tem vida. Sinto-me triste mas tenho forças para continuar a comandar esta equipa, disso não tenho dúvidas", assumiu, para depois deixar uma certeza: "Não sou eu quem toma as decisões. Expliquei qual é a minha opinião e as carências desta equipa. O resto não é responsabilidade minha."

Apesar de se sentir com condições para continuar no Real Madrid, Lopetegui admitiu todos os cenários: "Sabemos como funciona o futebol, sou o treinador e a responsabilidade desportiva recai no treinador. Não sou tonto, mas há mais coisas, aqui ganhamos e perdemos todos. Dito isto continuo a pensar que este ano o Real Madrid vai festejar."

Por sua vez, Ernesto Valverde, treinador do Barcelona, desejou "o melhor" a Lopetegui. "Sei o que é estar na sua posição. É difícil. Parece que tudo corre mal e isso afeta o treinador. O que lhe está a acontecer pode acontecer-me daqui a três semanas. O futebol é mesmo assim. Desejo o melhor a Julen. Não me quero intrometer na questão da destituição, no entanto, considero todas as destituições injustas", adiantou.

Sobre a goleada conseguida pelo Barça, o técnico realçou o mérito da sua equipa. "O fator emocional é importante quando ganhas um clássico desta forma, mas temos de manter os pés bem assentes no chão."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG