Espanha eliminada pela anfitriã Rússia

A seleção espanhola cumpriu a tradição de perder sempre que enfrenta o anfitrião da competição. Desta vez caiu nos penáltis

Após um empate a um golo no tempo regulamentar, o jogo entre Espanha e Rússia foi decidido através dos penáltis. A formação de leste foi 100% certeira da marca dos 11 metros, ao passo que Iago Aspas e Koke falharam para a Espanha.

Na matemática aprendemos a regra de que, nas equações, menos com menos dá mais, e esta é também uma máxima que podemos aplicar ao jogo entre Espanha e Rússia. Os anfitriões tiveram menos posse de bola (74% vs 26%), menos passes certeiros (91% vs 71%), e menos remates (25 vs 6). Perderam nas estatísticas e ganharam o jogo.

Juntemos a isto ainda a tradição de a Espanha ser eliminada sempre que tem pela frente o anfitrião, seja em Mundiais ou Europeus. Foi assim contra Itália (Mundial 1934), Brasil (Mundial 1950), Itália (Mundial 1980), França (Europeu 1984), Alemanha (Europeu 1988), Inglaterra (Europeu 1996), Coreia do Sul (Mundial 2002) e Portugal (Europeu 2004). E agora na Rússia.

O jogo até começou de feição para a seleção de Hierro que se colocou em vantagem aos 12' com um auto-golo, o 10.º neste Mundial de futebol, Asensio cobrou um livre para área e Ignasevich, preocupado em marcar Sergio Ramos, acabou por tocar a bola inadvertidamente para o fundo da sua baliza.

Com a vantagem alcançada, os espanhóis foram perdendo o ímpeto dos primeiros minutos e a Rússia aproveitou para crescer no jogo. O golo do empate chegaria ainda no primeiro tempo através de uma grande penalidade. Piqué tocou a bola com a mão dentro da área, e Dzyuba aproveitou para transformar o castigo máximo.

A Espanha voltou a estar por cima do jogo e dispôs das melhores oportunidades, principalmente durante o prolongamento que foi quase de sentido único. Valeu em várias ocasiões Akinfeev que conseguiu levar o jogo para os penáltis e com uma curiosidade: nos últimos oito anos, em jogos da Champions e da Liga Europa, não defendeu nenhuma das sete grandes penalidades que foi chamado a defender. Este domingo travou duas da Espanha.

Nesse capítulo, a Rússia foi 100% eficaz, e mantém-se na prova. Já a Espanha regressa mais cedo a casa e mantém a maldita tradição que a persegue desde 1934.

Jogos e resultados do dia:

Espanha - Rússia (1-1, 3-4 após g.p.)

Croácia - Dinamarca (19.00)

Ler mais

Exclusivos