Presidente do Bayern Munique arrasa Antero Henrique

Uli Hoeness diz que o Paris-Saint Germain não pode ter um diretor desportivo como o português. Em causa a abordagem do PSG a Boateng

Numa entrevista à revista alemã Kicker, Uli Hoeness, presidente do Bayern Munique, arrasou o português Antero Henrique, diretor desportivo do Paris-Saint Germain que durante anos foi o braço direito de Pinto da Costa no FC Porto. Em causa está o recente interesse dos parisienses em Jerome Boateng, cujas negociações fracassaram.

"Aconselhava o PSG a despedir o seu diretor desportivo. Esse homem não é uma boa carta de apresentação para a equipa. Se o PSG quer ser um clube de top mundial, não pode ter um diretor desportivo como este", referiu o líder do clube alemão.

Na base destas duras críticas estará a transferência fracassada de Jerome Boateng, jogador do emblema bávaro que era pretendido pelo PSG. Hoeness explicou que o clube alemão exigiu quase 50 milhões de euros (mais 10 milhões do que o PSG oferecia) porque não queria que o jogador saísse e não terá gostado da abordagem do PSG. Além de Boateng, Bayern e PSG negociaram ainda Juan Bernat, que rumou a Paris por 10 milhões de euros

Ler mais

Exclusivos