Benfica e Luís Filipe Vieira processam eurodeputada Ana Gomes

Em entrevista ao jornal Record, a eurodeputada considerou que "há um passado de delinquência ligado a Vieira", tendo ainda defendido a atuação do hacker Rui Pinto.

O Benfica e Luís Filipe Vieira vão avançar com processos-crimes e cíveis contra a eurodeputada Ana Gomes, apurou o DN junto de fonte oficial do Benfica, justificando essas ações com as "calúnias, falsas declarações e difamação" que constam nas declarações que prestou em entrevista na edição deste domingo ao jornal Record.

A eurodeputada, falando sobre o processo e-Toupeira, afirmou nessa entrevista que "há um passado de delinquência ligado a Vieira". "Sabemos que o dirigente máximo do clube [Luís Filipe Vieira] está referenciado em várias listas de grandes devedores do país por vários empréstimos não pagos. Há todo um passado de delinquência ligado a essa pessoa", afirmou.

Ana Gomes faz a defesa do hacker Rui Pinto, assumindo que ele "tem razão para temer pela sua vida" ao ter sido extraditado para Portugal, considerando que pessoas como ele "fazem um trabalho extraordinariamente importante na defesa do interesse público, para o combate ao crime organizado".

Assegurando não saber que documentos tem Rui Pinto sobre o Benfica, a eurodeputada assumiu que "as autoridades portuguesas têm obrigação de garantir a segurança" dele.

Ana Gomes fez ainda um paralelismo entre os processos Apito Dourado e e-Toupeira. "O que eu percebo do Apito Dourado e o que li sobre ele é que acabou por dar em muito pouco, não obstante ter ficado mais claro que havia uma podridão total nos circuitos do futebol. Penso que agora o e-Toupeira vem confirmar isso", disse ao Record, acrescentando que tudo "parece indiciar" que o e-Toupeira redunde em nada como o Apito Dourado.

"Não é estranho que crimes graves de uma série de pessoas, como o corruptor de um funcionário judicial envolvido que tinha passwords de magistrados para ir ver processos para o dito clube, não ser acusada, estando ela ao corrente?", questionou, acrescentando: "Há aqui qualquer coisa de muito alarmante dos níveis de intimidação que explicam que certos setores dentro do sistema policial e judicial não atuem como era suposto exigir-se que atuassem."

Esta não foi a primeira vez que Ana Gomes falou sobre o alegado envolvimento em situações menos claras no âmbito do processo e-Toupeira, sendo certo que nas anteriores situações o Benfica avançou com processos em tribunal, tal como acontecerá agora.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.

Premium

Maria do Rosário Pedreira

Os deuses das moscas

Com a idade, tendemos a olhar para o passado em jeito de balanço; mas, curiosamente, arrependemo-nos sobretudo do que não fizemos nem vamos já a tempo de fazer. Cá em casa, tentamos, mesmo assim, combater o vazio mostrando um ao outro o que foi a nossa vida antes de estarmos juntos e revisitando os lugares que nos marcaram. Já fomos, por exemplo, a Macieira de Cambra em busca de uma rapariga com quem o Manel dançara um Verão inteiro (e encontrámo-la, mas era tudo menos uma rapariga); e, mais recentemente, por causa de um casamento no Gerês, fizemos um desvio para eu ir ver o hotel das termas onde ele passava férias com os avós quando era adolescente. Ainda hoje o Manel me fala com saudade daqueles julhos pachorrentos, entre passeios ao rio Homem e jogos de cartas numa varanda larga onde as senhoras inventavam napperons e mexericos, enquanto os maridos, de barrigas fartas de tripas e francesinhas no ano inteiro, tratavam dos intestinos com as águas milagrosas de Caldelas. Nas redondezas, havia, ao que parece, uma imensidão de campos; e, por causa das vacas que ali pastavam, os hóspedes não conseguiam dar descanso aos mata-moscas, ameaçados pelas ferradelas das danadas que, não bastando zumbirem irritantemente, ainda tinham o hábito de pousar onde se sabe.