Belenenses anuncia registo de equipa nos distritais

Em comunicado o clube do Restelo anuncia que registou uma equipa de futebol sénior que irá iniciar na I Divisão distrital de Lisboa

A direção do Belenenses, liderada por Patrick Morais de Carvalho, anunciou este domingo que registou uma equipa de futebol sénior na Federação Portuguesa de Futebol, que "deverá arrancar na I Divisão da Associação de Futebol de Lisboa, ou seja, no terceiro escalão distrital".

Esta medida surge na sequência do fim do protocolo do clube e da SAD, que terminou a 30 de junho, que "impedia a criação de uma equipa sénior" do Belenenses.

O Belenenses revela que o registo foi feito na passada quinta-feira, sendo que essa equipa tem como propósito regressar à I Liga no espaço de cinco anos, tal como o DN já havia anunciado, prometendo para breve anunciar o diretor desportivo, a equipa técnica e médica, bem como os jogadores que farão parte do plantel, que terá por base os escalões de formação do clube.

Ao mesmo tempo, o clube irá "trabalhar de forma afincada" para que "impedir qualquer confusão de identidade entre o clube e a SAD", o que na prática se traduz por várias ações previstas para que a equipa que se encontra inscrita na I Liga não possa utilizar o nome e o emblema do Belenenses, estando previstas mesmo ações judiciais para o impedir.

Eis o comunicado na íntegra:

"No sentido de esclarecer os sócios do Clube de Futebol "Os Belenenses" relativamente às questões relacionadas com a existência de futebol sénior no nosso clube, cumpre-nos fazer um ponto da situação à data de 8 de julho de 2018.

Como é público, e para contextualizar, a 12 de dezembro de 2012 o CFB alienou 51% do capital social da sua SAD à empresa Codecity Sports Management.

De registar, porque é fundamental em todo este processo, que o Clube e os seus sócios só aceitaram vender essa participação porque lhes foi garantido - tendo ficado plasmado em letra de contrato - que ao Clube ficava assegurado o direito de recomprar esses 51% do capital em 2014 ou em 2017, a troco de determinadas contrapartidas. Condição indispensável para a concretização do negócio.

Apesar das dificuldades que se sabiam existir, o exercício desse direito foi sempre objetivo do Clube de Futebol "Os Belenenses", desde logo pela Direção liderada pelo Eng. António José Soares.

A SAD, a mando da sua controladora Codecity, tudo fez para que tal direito nunca fosse exercido ao ponto de, em abril de 2014, ter rescindido unilateralmente o Acordo Parassocial onde estavam contempladas essas opções mandatórias de recompra por parte do Clube, impedindo para sempre a possibilidade do Clube reaver a maioria e o controlo da sua SAD.

Este foi o pontapé de saída do litígio entre Clube e SAD/Codecity e que infelizmente se manteve até hoje, pese embora todas as tentativas que foram feitas ao longo dos últimos 4 anos por vários intervenientes da vida associativa do Clube, todas elas como se sabe sem qualquer resultado prático.

Agora, tendo terminado o protocolo entre o Clube e a SAD que impedia a criação de uma equipa sénior do Clube de Futebol "Os Belenenses", informamos os associados e simpatizantes do CFB que está, desde quinta-feira, dia 5 de julho, oficialmente registada na FPF uma equipa de Futebol Sénior do Clube de Futebol "Os Belenenses" cuja gestão será feita exclusivamente pelo Clube. Esta equipa deverá arrancar na 1.ª Divisão da Associação de Futebol de Lisboa, ou seja, no terceiro escalão distrital.

Como foi explicado e debatido entre os sócios presentes na Assembleia Geral ocorrida no passado dia 28 de junho, o projeto desportivo para a equipa profissional do Clube de Futebol "Os Belenenses" passa pelo seu regresso à I Liga no espaço de cinco temporadas, o que implica a subida de divisão consecutiva - da 1.ª divisão da AFL até à Pro Nacional, passando pelo CNS, pela Liga de Honra e, por fim, pelo regresso ao nosso lugar.

Este projeto terá por base preferencial a formação de excelência do Clube de Futebol "Os Belenenses", cujo trabalho se destina a projetar um plantel a longo prazo. Em breve, serão anunciados e apresentados o Diretor Desportivo, a equipa técnica, a equipa médica, os jogadores, os novos equipamentos, bem como toda a restante estrutura e o conjunto dos patrocinadores.

É um projeto entusiasmante, baseado nos nossos valores, história e nomes, cujo único intérprete e seu legítimo representante é o Clube de Futebol "Os Belenenses".

A par disso, tornou-se evidente que a SAD que fundámos deixou de ser representativa do Clube de Futebol "Os Belenenses", dos nossos valores e da vontade expressa pelos nossos sócios em AG.

Desta forma, e face às várias manifestações que nos têm chegado, cabe-nos tranquilizar os sócios e simpatizantes do Clube de Futebol "Os Belenenses", informando-os, bem como ao país, de que o Clube está a trabalhar de forma afincada, através de várias iniciativas, no sentido de impedir qualquer confusão de identidade entre o Clube de Futebol "Os Belenenses" e a SAD, que é gerida de forma unilateral e desrespeitando as normas legais societárias pela empresa privada Codecity Sports Management.

Naturalmente, essas iniciativas não produzem efeitos imediatos, tão pouco devem ser debatidas no espaço público, de modo a não perturbar o seu normal funcionamento.

Está, no entanto, em marcha o resultado de um trabalho minucioso, que por certo contribuirá para que o futebol da Codecity, que desertou do Restelo e abandonou a nossa história, não mais possa ser confundido com o Clube de Futebol "Os Belenenses".

O facto de a Codecity, que abandonou o Mundo Belenense, continuar a utilizar o nosso nome e símbolo, constitui um forte prejuízo de imagem e, consequentemente, causa danos reputacionais muito elevados ao Clube de Futebol "Os Belenenses" o que, caso não seja corrigido, implicará a responsabilização civil de todas as entidades que o permitirem e fomentarem.

A equipa que fundámos e que desertou com o nosso emblema para o Concelho de Oeiras, ignorando todos os apelos feitos pelos sócios do Clube, não pode querer fazer-se passar por ser, ou sequer ser confundida com o Clube que conta no currículo com 4 Campeonatos e 3 Taças de Portugal.

Só há um Belenenses: aquele que foi fundando pelos Rapazes da Praia em 1919 e que é (re)conhecido em todo o Mundo como o Clube da Cruz de Cristo. Qualquer apropriação indevida será alvo de ação judicial.

A união de todos os Belenenses é fundamental: temos a tranquilidade e a garantia de que o Clube de Futebol "Os Belenenses" tem o seu caminho bem definido e tem especialistas a trabalhar diariamente em todos os aspetos relevantes para a vida futura do nosso emblema.

Ao País, aos organismos desportivos e à Comunicação Social, relembramos que não existem dois Belenenses a competir. O Belenenses jogará no Estádio do Restelo, com a sua equipa e o apoio dos seus sócios, de onde se reerguerá para rapidamente voltar ao lugar que é seu por direito, porque

Hoje como antigamente
Nada temos que temer
Belenenses para a frente
Com a certeza de Vencer


Restelo, 8 de julho de 2018
A Direcção do Clube de Futebol Os Belenenses"

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.