Federer anuncia participação nos Jogos Olímpicos em busca do ouro que lhe falta

Suíço foi medalha de parta em Londres2012 e não foi ao Rio2016.

Roger Federer vai participar nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, com a expectativa de conquistar a medalha de ouro na prova de singulares masculinos, o único grande título que lhe falta, anunciou hoje o tenista suíço.

"Debati com a minha equipa durante semanas, até meses, sobre o que devia fazer no verão de 2020, antes do US Open e depois de Wimbledon. No fim, decidi seguir o coração e voltar a disputar os Jogos Olímpicos", afirmou o suíço, que terá 39 anos na altura do torneio na capital japonesa.

Federer, atual número três na hierarquia mundial, procura alcançar o ouro em singulares que lhe tem escapado, depois de ter vencido em pares em Pequim2008, ao lado de Stan Wawrinka, e de uma medalha de prata em Londres2012, numa final perdida para Andy Murray.

O suíço, detentor de um número recorde de 20 títulos do Grand Slam, junta-se ao líder do ranking mundial, o sérvio Novak Djokovic, e ao segundo colocado da hierarquia da ATP, o espanhol Rafael Nadal, que já anunciaram a intenção de competir em Tóquio2020.

Apesar do atual número 3 do ranking mundial não cumprir um dos requisitos obrigatórios para participar nos JO - ter jogado pelo menos três vezes com a seleção da Suíça da Taça Davis no último ciclo olímpico, entre as quais duas a partir de 2018 - Federer pode apelar para um exceção ao Comité Olímpico Internacional.

Exclusivos