Federação italiana otimista em retomar campeonato em final de maio ou junho

Dirigentes italianos acreditam que podem já recomeçar os treinos no dia 4 de maio. Em Inglaterra, clubes mantêm a intenção de terminar a temporada, mas apenas admitem retomar a competição quando estiverem reunidas condições de segurança,

O presidente da Federação Italiana de futebol (FIGC) disse estar otimista em relação a um recomeço da Serie A no final de maio ou princípio de junho, depois de o campeonato ter sido suspenso devido à covid-19.

"Compartilho do desejo do ministro dos Desportos [Vincenzo] Spadofora de que os treinos recomecem em 4 de maio, com todas as atenções e garantias necessárias", disse Gravina em entrevista à emissora pública italiana de rádio.

O responsável adiantou que a Federação irá entregar no sábado ao ministro dos Desportos, mas também ao governante para a área da Saúde, Roberto Speranza, um protocolo sanitário para a Liga italiana de futebol. "É rígido, atento, mas flexível e fácil de aplicar", sublinhou Gravina, mas sem adiantar pormenores em relação ao plano.

A Serie A, onde jogam Cristiano Ronaldo, Mário Rui, Rafael Leão, Miguel Veloso ou Bruno Alves, foi suspensa em 09 de março.

Esta semana, na quarta-feira, a comissão médica da FIGC recomendou a concentração das equipas a partir de 4 de maio, com a realização de exames que confirmem resultados negativos para a covid-19 em todos s jogadores. "Haverá um período de controlo para garantir negativo aos que participam. Se todos derem negativo, não há perigo. Serão necessárias três semanas para estarem completamente seguros, pelo que poderão jogar no final de maio, início de junho", justificou o presidente da FIGC.

Itália tem sido dos países mais afetados pelo novo coronavírus, com 22.170 mortos em 168.941 casos, apenas atrás dos Estados Unidos, o país com mais mortos (33 mil) e mais casos de infeção confirmados (671 mil).

Premier League quer concluir época, mas só em segurança

Os clubes que compõem a Premier League, o principal escalão do futebol inglês, mantêm a intenção de terminar a temporada, mas apenas admitem retomar a competição quando estiverem reunidas condições de segurança, devido à pandemia de covid-19.

"A Premier League e os clubes estão a trabalhar em conjunto em diferentes cenários. O nosso objetivo é retomar a competição quando for seguro fazê-lo e apenas com aprovação do governo", disse um porta-voz da Premier League, no final de uma reunião realizada hoje, por videoconferência, e na qual estiveram representados os 20 emblemas que disputam a prova.

Na reunião, todos os clubes voltaram a manifestar a intenção de retomar e concluir o campeonato, não tendo sido abordados temas como o prazo para finalizar a prova - tem sido avançado o dia 30 de junho -, os cortes salariais nas equipas ou o 'mercado' de transferências.

"Mantemos a intenção de completar a temporada 2019/20, mas, neste momento, qualquer data é incerta, perante a evolução da covid-19", referiu o mesmo porta-voz, salientando que "a liga apenas será retomada quando houver autorização das entidades médicas".

A Liga inglesa foi suspensa em 13 de março, quando estavam decorridas 29 jornadas.

O Liverpool, que não vence a prova desde 1990, lidera o campeonato de forma isolada e com larga vantagem pontual sobre a concorrência.

O governo britânico anunciou na quinta-feira que vai prolongar por pelo menos mais três semanas o regime de confinamento obrigatório, que só permite às pessoas saírem de casa para a compra de bens essenciais, como alimentos ou medicamentos, fazer exercício, ajudar pessoas vulneráveis ou trabalhar, se não for possível fazê-lo remotamente.

O Reino Unido registou 14.576 mortos em 108.692 pessoas infetadas durante a pandemia covid-19, de acordo com a atualização dos dados feita hoje pelo Ministério da Saúde britânico.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG