Estrela promissora do críquete suspensa devido a doping

Prithvi Shaw, considerado um dos talentos mais promissores do críquete indiano, foi suspenso da atividade desportiva até meio de novembro após acusar positivo uma substância proibida.

Um dos talentos mais promissores do críquete indiano, Prithvi Shaw, foi suspenso do desporto até meio de novembro após ter acusado positivo uma substância proibida.

O atleta de 19 anos, que se tornou o mais jovem indiano a marcar um century, uma pontuação de 100 ou mais pontos num determinado momento do jogo, ao atingir a pontuação de 134 frente ao West Indies em outubro do ano passado, "ingeriu inadvertidamente uma substância proibida, que pode ser encontrada em xaropes para a tosse".

O batedor foi banido por oito meses pelo Conselho de Controlo de Críquete da Índia (BCCI), com data anterior a 16 de março. Ou seja, está livre para voltar a jogar a partir de 15 de novembro.

Shaw forneceu uma amostra de urina como parte do programa de antidoping do BCCI a 22 de fevereiro e testou positivo para terbutalina enquanto disputava um torneio na Índia. Depois da acusação, o jogador reagiu em comunicado no Twitter.

"Estava a voltar de uma lesão no pé que sofri durante uma digressão na Austrália e estava a voltar à competição nesse torneio. No entanto, com o desejo de jogar, não segui o protocolo de ser cuidadoso em consumir um xarope para a tosse. Aceito a minha suspensão com toda a sinceridade", frisou.

Como parte do castigo, Shaw está proibido de treinar com a sua equipa e não está autorizado a utilizar as instalações de treino de qualquer outro clube até 15 de setembro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG