Ronaldo é o segundo desportista mais bem pago do mundo. Só perde para... Messi

O capitão da Seleção Nacional ganhou, entre junho de 2018 e junho deste ano, 96,3 milhões de euros

O futebolista português Cristiano Ronaldo, de 34 anos, foi o segundo desportista mais bem pago do mundo entre junho de 2018 e junho de 2019, com 96,3 milhões de euros, numa lista liderada por Lionel Messi.

De acordo com a classificação anual divulgada esta terça-feira pela revista Forbes,Messi ocupa pela primeira vez o lugar mais alto do pódio, com um rendimento de 112,2 milhões de euros, 81,2 milhões de euros em salários e prémios e 31 milhões de euros em patrocínios.

De acordo com a Forbes, o capitão da Seleção Nacional, que transferiu-se no ano passado para a Juventus, ganhou, neste período, 57,4 milhões de euros em salários e 38,8 milhões de euros em patrocínios.

No perfil traçado pela publicação é referido que depois de ter assinado pelo clube italiano, após nove anos com o emblema do Real Madrid ao peito, a Juventus arrecadou mais de 53 milhões de euros só com as camisolas de Cristiano Ronaldo.

O português que também lidera o ranking de atleta mais seguido nas redes sociais, com quase 400 milhões de seguidores, ganhou cinco vezes o prémio de Jogador do Ano pela FIFA e acaba de juntar ao seu currículo a conquista da Liga das Nações, taça que ergueu no passado depois da vitória da Seleção Nacional frente à Holanda.

Também pela primeira vez, o pódio pertence exclusivamente a futebolistas, com Messi e Cristiano Ronaldo a serem acompanhados pelo brasileiro Neymar, com o jogador do Paris Saint-Germain a ter rendimentos anuais na ordem dos 92,7 milhões de euros.

Ronaldo foi o mais bem pago por duas vezes

Desde a criação, há 19 anos, deste 'ranking' da Forbes, apenas quatro desportistas figuraram no primeiro lugar: o golfista Tiger Woods, por 12 vezes, o pugilista Floyd Mayweather, por quatro vezes, Cristiano Ronaldo, por duas vezes, e agora Messi.

O argentino sucede a Mayweather nos rendimentos de 2018, quando o pugilista encaixou 243 milhões de euros no combate frente à estrela de artes marciais mistas Conor McGregor, realizado em agosto de 2017.

Na lista deste ano, aos três futebolistas seguem-se o pugilista mexicano Saul 'Canelo' Alvarez, com ganhos na ordem dos 83 milhões de euros, e o tenista suíço Roger Federer, com uma receita de 82,5 milhões de euros.

Serena Williams é a única mulher no ranking

No 'top 10' da classificação entram ainda os jogadores de futebol americano Russell Wilson (79 ME) e Aaron Rodgers (78,8 ME), e os basquetebolistas da NBA LeBron James (78,6 ME), Stephen Curry (70,4 ME) e Kevin Durant (57,7 ME).

Entre as desportistas femininas, a única que surge na classificação, é a tenista norte-americana Serena Williams, com 25,7 milhões de euros anuais e num distante 63.º lugar entre os 100 publicados.

No total, atletas de 10 diferentes modalidades e de 25 nacionalidades integram a lista dos 100 desportistas mais bem pagos do mundo.

Uma centena de atletas que, juntos, tiveram ganhos na ordem dos 3,5 mil milhões de euros nos últimos 12 meses, diz a Forbes. O que representa um aumento de 5% em relação ao ano anterior.

Exclusivos