Teresa Portela e Joana Vasconcelos na final. Pimenta passeia superioridade

A dupla feminina conseguiu um inédito apuramento para as meias-finais, enquanto o tricampeão da Europa dominou em K1 1000 metros

A primeira manhã dos Mundiais de canoagem em Montemor-o-Velho resultou num inédito apuramento de um K2 500 feminino português para a final, enquanto Fernando Pimenta seguiu sem sobressaltos para as meias-finais de K1 1000.

O tricampeão da Europa evidenciou a sua superioridade, ao comandar toda a prova e impor-se em 3.31.419 minutos, batendo o dinamarquês René Poulsen, por 1,755 segundo, e o belga Artuur Peters, por 1,825.

"Sinto-me demasiado tranquilo até. Às vezes pode ser esquisito, por estarmos a disputar um Mundial, mas sinto-me muito tranquilo mesmo. É bom. É quando me apresento melhor", começou por dizer Pimenta, que em relação às meias-finais: " É bom começar um campeonato do Mundo com uma vitória, mesmo que seja moral, apenas numa eliminatória. Agora é ter alguma sorte na semifinal, para ser mais calma e poupar-me para a final."

A final disputa-se no sábado às 12.21 horas, enquanto as meias-finais decorrem pouco antes das 10:00.

Minutos antes, Portugal colocou pela primeira vez um K2 500 feminino na regata das medalhas, feito alcançado por Teresa Portela e Joana Vasconcelos, atleta que, juntamente com Beatriz Gomes, conseguiu o melhor resultado de sempre da tripulação, com o sexto lugar nos Jogos Olímpicos Londres2012.

Teresa Portela e Joana Vasconcelos foram terceiras na sua série, cumprindo a prova em 1.41,737 minutos, mais 2,475 segundos do que as neozelandesas Lisa Carrington e Catlin Ryan, que bateram as húngaras Anna Kárázs e Danuta Kozak, por 1,085.

"Tinha vontade de fazer isso em Portugal com a Joana. Esse era o nosso principal objetivo. Sabíamos que era um desafio difícil", disse Teresa Portela no final da regata, tendo Joana Vasconcelos lançado os objetivos para a final: "Só espero que consigamos aplicar tudo o que temos feito nos treinos, onde tudo nos tem corrido superbem. Era um sonho estar na final com as melhores."

A final realiza-se sábado às 13.04 horas no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho.

Em K1 500, João Ribeiro foi segundo, com 1.40,109, a 555 milésimos do alemão Tom Liebscher, liderando uma vasta equipa lusa rumo às meias-finais, no seu caso, sexta-feira às 11:30.

O K2 1.000 de Bruno Moreira e Fábio Cameira e a C2 1.000 de Bruno Afonso e Marco apura foram respetivamente quartos e quintos.

Maria Rei, campeã do Mundo júnior em K1 1.000, foi repescada por tempos para as meias-finais desta distância, na sua estreia em Mundiais absolutos.

Em C1, o olímpico Hélder Silva ainda tentou conquistar a única vaga disponível para a final, mas foi ultrapassado perto do fim e poupou de seguida esforços para as 'meias', concluindo em sétimo.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG