Barcelona empata com golo histórico de guineense Fati

Catalães empataram este sábado no terreno do Osasuna (2-2). Anssumane Fati, de 16 anos, tornou-se o mais jovem de sempre a marcar pelos catalães na liga espanhola de futebol.

O Barcelona empatou este sábado no terreno do Osasuna 2-2, num jogo em que Anssumane Fati, de 16 anos, tornou-se o mais jovem de sempre a marcar pelos catalães na liga espanhola de futebol.

"O atacante é autoconfiança, alegria, remate e velocidade. Um perigo para as defesas rivais que o Barça deve cuidar com carinho, porque ainda é menor de idade", escreveu o jornal Sport sobre o guineense.

Com apenas 16 anos, Ansu Fati tem apontados os holofotes do futebol mundial depois de dois jogos com o Barcelona. O extremo estreou-se pela equipa principal do Barcelona diante do Bétis (5-2) na segunda jornada do campeonato espanhol. Entrou ao minuto 77 e tornou-se o mais jovem a alinhar com a camisola blaugrana em quase 80 anos. O jogador guineense entrou em campo com 16 anos, 9 meses e 25 dias e só é batido por Vicente Martínez que tinha menos 18 dias quando se estreou em 1941.

Agora voltou a jogar este sábado com o Osasuna (2-2) marcando um golo.

Natural de Guiné-Bissau, mas em Espanha desde 2015, Ansu Fati fez um pedido para ter dupla nacionalidade, tendo os espanhóis noticiado que a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) já entrou em contacto com a família do jogador para o nacionalizar e chamar para o Mundial sub-17 que se disputa no Brasil e tem início a 26 de outubro.

Em entrevista ao programa Tiempo de Juego, da rádio COPE, o pai de Ansu Fati explicou que o agora jogador do Barcelona só começou a jogar aos nove anos."Diziam-me que não sabia o quão bom o meu filho era, toda a gente o queria", contou Bori Fati, explicando que teve propostas do Sevilha e do Real Madrid, mas o Barcelona foi lá a casa já com o contrato pronto e ele assinou.

Empate sofrido

A formação da casa adiantou-se no marcador logo aos sete minutos, por intermédio do médio espanhol Roberto Torres, que aproveitou um cruzamento largo de Brandon Llamas para 'fuzilar' a baliza de Ter Stegen.

O técnico dos culés, Ernesto Valverde, decidiu mexer na equipa para a segunda parte, lançando Fati para o lugar do português Nélson Semedo e, aos 51 minutos, a nova coqueluche do Barça justificou a aposta, apontando um bom golo de cabeça, após cruzamento milimétrico de Carles Pérez, também ele da cantera catalã, batendo um recorde que pertencia a Bojan Krkic.

O mesmo Carles Pérez voltou a estar em destaque, ao fazer nova assistência aos 64 minutos, desta feita para uma bela conclusão do brasileiro Arthur, que também se estreou a marcar pelo Barcelona.

Porém, aos 81 minutos, Roberto Torres bisou no encontro, marcando um penálti, após Piqué cortar a bola com o braço na área dos catalães, e fixou o resultado final nos 2-2, confirmando o mau arranque do Barcelona na liga espanhola, com uma derrota, um empate e apenas uma vitória em três jogos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG