A indemnização que o Real Madrid vai pagar a Lopetegui

Treinador despedido tinha salário de seis milhões de euros anuais num contrato de três temporadas

A indemnização acordada entre Julen Lopetegui e o Real Madrid é de um valor bastante inferior ao da totalidade do contrato que o técnico tinha assinado, em junho passado, até 2021.

De acordo com informação avançada esta quarta-feira pelo jornal espanhol AS, Lopetegui apenas terá direito a receber os salários que lhe restavam esta temporada, num valor de pouco mais do que três milhões de euros - e não os 18 milhões da totalidade do contrato.

Segundo aquele diário, o valor da indemnização resulta de uma cláusula que o Real Madrid tem por hábito colocar nos contratos dos treinadores, na qual se compromete a pagar apenas até ao final da temporada em que o técnico seja destituído.

O antigo treinador do FC Porto e da seleção espanhola foi demitido por Florentino Perez na última segunda-feira, um dia depois da goleada (5-1) sofrida pelo clube merengue no clássico com o Barcelona, através de um comunicado duro para com o técnico no qual o Real Madrid lembrava que os resultados não eram condizentes com um plantel que tem oito candidatos ao prémio da Bola de Ouro, atribuído pela revista francesa France Football.

Saída difícil do FC Porto

Recorde-se que, no FC Porto, a saída de Lopetegui foi complicada, com o técnico espanhol a não facilitar em relação à indemnização devida pelos portistas, que ficaram a pagar-lhe salário até ao fim da época 2016/17, mesmo depois de Lopetegui ter assumido o cargo de selecionador espanhol. O técnico auferia 250 mil euros na seleção e o FC Porto pagava o remanescente em relação ao salário que Lopetegui auferia no Dragão (e que era de cerca de 1,1 milhões anuais).

Na terça-feira, o presidente portista Pinto da Costa relembrou a passagem de Lopetegui pelo Dragão. "Fui pioneiro a acreditar nele, por isso não me sinto isolado. A seguir a mim também a seleção de Espanha acreditou, o Real Madrid também acreditou e agora não sei se mais alguém vai acreditar", disse o líder dos dragões, na apresentação do livro "Até ao Mar Azul", que reúne textos escritos por Pinto da Costa na revista Dragões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG