Vítor Pereira vs. Paulo Bento: um duelo português made in China

É o primeiro encontro entre técnicos lusos na edição mais portuguesa da Super Liga chinesa. Shanghai SIPG, de Vítor Pereira, parte como favorito. Mas o Chongqing Lifan, de Paulo Bento, tem surpreendido...

Não é inédito, mas é histórico (e põe frente a frente dois dos mais conceituados técnicos nacionais). Vítor Pereira encontra Paulo Bento, no primeiro duelo de treinadores lusos da edição mais portuguesa da Super Liga chinesa: Shanghai SIPG e Chongqing Lifan defrontam-se hoje, às 12.35 (mais sete horas em Xangai).

É um dos jogos de abertura da 4.ª jornada da Super Liga chinesa (à mesma hora, o Tianjin Quanjian, de Paulo Sousa, recebe o heptacampeão Guangzhou Evergrande). E marca o primeiro confronto entre técnicos portugueses, no ano em que eles estão em maioria entre os treinadores estrangeiros que trabalham na China - talvez o campeonato periférico mais rico e mediatizado do futebol mundial.

De um lado, está um bicampeão nacional (vencedor de dois campeonatos e duas Supertaças pelo FC Porto, entre 2011 e 2013): Vítor Pereira, do Shanghai SIPG. Do outro, um antigo selecionador nacional (2011-2014) e vencedor de duas Taças de Portugal e duas Supertaças pelo Sporting (de 2005 a 2010): Paulo Bento, do Chongqing Lifan. Os dois nunca se cruzaram como treinadores. Em comum, têm as breves passagens pelo Olympiacos (onde foram campeões): Pereira em 2014-15, Bento em 2016-17.

O Shanghai SIPG, dos brasileiros Hulk (ex-FC Porto), Óscar e Elkeson e do uzbeque Akhmedov, parte como favorito. A equipa de Vítor Pereira - que também está em alta na Liga dos Campeões Asiáticos (é a primeira apurada para os oitavos-de-final) - lidera a Super Liga, com nove pontos e um percurso 100% triunfal nas primeiras três jornadas (15-3 em golos). "Estou muito orgulhoso dos meus jogadores. Mostrámos o nosso espírito e qualidade", disse Vítor Pereira, após a vitória gorda (2-5, no terreno do Guangzhou R&F) que prolongou a caminhada imaculada da equipa no campeonato.

No entanto, o Chongqing Lifan, dos brasileiros Alan Kardec (ex--Benfica), Fernandinho Henrique (ex-Estoril) e Luiz Fernandinho e do argentino Aguirre, pode ameaçar esse trajeto. A equipa de Paulo Bento, apenas candidata à manutenção ("a meta é a permanência", disse o técnico, ao antever a competição) tem surpreendido: segue em 4.º lugar (seis pontos), depois de ter goleado, por 4-1, na última jornada o Jiangsu Suning, de Fabio Capello (que foi dispensado e substituído pelo romeno Cosmin Olaroiu, após o desaire).

Orlando Sá e Vaz Tê vs. José Fonte

De resto, numa prova cheia de vedetas com passagem por Portugal, como Witsel (Tianjin Quanjian), Freddy Guarín (Shanghai Shenhua), Ramires (Jiangsu Suning) ou Gaitán (Dalian Yifang), há mais confrontos com um toque nacional: nesta jornada, defrontam-se também os três futebolistas lusos da Super Liga chinesa. Amanhã, pelas 11.35, o Henan Jianye, de Orlando Sá e Ricardo Vaz Tê (13.º, com três pontos), recebe o Dalian Yifang de José Fonte (16.º ainda a zeros). O último classificado - que surpreendeu ao contratar Ferreira-Carrasco e Nico Gaitán ao Atlético Madrid, a poucos dias do início do campeonato - vai estrear o treinador alemão Bernd Schuster, que rendeu há uma semana o chinês Ma Lin.

Quanto aos treinadores portugueses, que até já mostraram o poderio das suas equipas diante dos futebolistas nacionais - na 1.ª jornada, o Tianjin Quanjian goleou o Henan Jianyie (0-4), e o Shanghai SIPG esmagou o Dalian Yifang, de José Fonte (8-0) -, a história vai continuar. Afinal, um encontro entre portugueses na Super Liga chinesa já nem era inédito - o primeiro terá sido entre o Shandong Luneng, de Manuel Barbosa, e o Beijing Guoan, de Jaime Pacheco, em setembro de 2011 (resultado final: 1-1); e na época passada defrontaram--se Pacheco e André Villas-Boas (Tianjin Teda-Shanghai SIPG, 0-1). Mas, agora, com os técnicos lusos cada vez mais presentes na China - estendendo-se a divisões secundárias, academias e escalões de formação -, tenderá a tornar-se mais frequente: o próximo duelo, entre Paulo Bento e Paulo Sousa, está agendado para 5 de maio.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG