Suíços rejeitam candidatura à organização dos Jogos de Inverno de 2026

A candidatura, lançada por um grupo de empresários de Grisones, tinha o apoio de governo, parlamento e de todos os partidos de direita

Os habitantes de Grisones, cantão da Suíça, rejeitaram hoje, por larga maioria (60,09 por cento), a candidatura à organização dos Jogos Olímpicos de Interno de 2026.

Em 2013, também em referendo, os mesmos habitantes tinham rejeitado outra 'candidatura olímpica', naquela ocasião aos Jogos de Inverno de 2022.

Desta vez, também os residentes nas estâncias de esqui de luxo de Saint-Moritz e Davos rejeitaram a candidatura.

Segundo a proposta que estava em cima da mesa, a candidatura estimava um orçamento de 25 milhões de francos suíços (cerca de 23,4 milhões de euros): nove (8,4 ME) a cargo do cantão e 16 (15 ME) a partilhar entre Confederação e Comité Olímpico suíços.

A candidatura, lançada por um grupo de empresários de Grisones, tinha o apoio de governo, parlamento e de todos os partidos de direita, mas não convenceu os habitantes.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG