"Jorge Jesus não foi suspenso, nem tem processo, nem levou tau tau"

Presidente do Sporting na primeira sessão de esclarecimento aos sócios

A primeira das três sessões de esclarecimento prometidas por Bruno de Carvalho aos sócios do Sporting ocorreu este domingo, no Pavilhão João Rocha, onde cerca de 350 sócios compareceram para ouvir o presidente leonino falar sobre a situação do clube e responder a questões dos sócios durante mais de quatro horas.

Com um reforço policial junto à entrada do pavilhão, a sessão começou por volta das 10.30, num ambiente tranquilo. Entretanto, perto das 13.00, começaram a ser distribuídas por alguns sócios várias folhas para recolher assinaturas contra a marcação da Assembleia Geral de destituição anunciada por Jaime Marta Soares após a reunião dos órgãos sociais na última quinta-feira.

Ficam aqui algumas das frases fortes que Bruno de Carvalho proferiu nesta sessão

Sobre Jorge Jesus​​:

Jorge Jesus não foi suspenso, nem tem processo, nem levou tau tau. Mas há coisas das quais não podemos falar"

Sobre Jaime Marta Soares:

"Marta Soares veio com pistola de sabão. Impugnar AG? Nem sei se vai haver AG"

Sobre incidentes na Academia de Alcochete:

"Alguém mandou retirar a segurança na porta de entrada na ala do futebol profissional, onde se acede apenas com cartão. Cuidado! Estou farto de mentiras de pessoas que apareceram a rir nos ataques"

Sobre Marcelo Rebelo de Sousa:

"O Marcelo andou comigo ao colo mas parece que já se esqueceu"

Sobre os jogadores:

"Os jogadores são os menos culpados. Sao vítimas de empresários sem escrúpulos. Não faço distinção entre o futebol e as outras modalidades a nível de compromisso, não estaria a ser justo"

Empréstimo obrigacionista:

"Na próxima semana espero trazer boas notícias aos sportinguistas sobre a reestruturação financeira e o empréstimo obrigacionista"

Sobre a Comunicação social:

"A Comunicação social nesta semana tudo fez para criar desgaste entre os sportinguistas. Muitos foram na cantiga mas felizmente depois pararam para pensar"

Sobre a sua demissão ou não:

"Quem quiser nesta AG que o presidente vá para o raio que o parta e que não presta para nada, está a vontade. Aqui ninguém é coagido."

"Vocês deram-me 90%. Agora tudo muda por causa de um ato criminoso na Academia? Não faz sentido"

Tal como estava previsto, Bruno de Carvalho não fez qualquer intervenção inicial dando logo a palavra aos adeptos, num modelo de perguntas e respostas. As sessões são gravadas pela SportingTV

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.