"Intromissão ilegítima e revanchista" de Bruno de Carvalho leva à renúncia de Menezes Rodrigues

Antigo dirigente leonino, nas presidências de Dias da Cunha e de Soares Franco, pediu a renúncia, face "à intromissão ilegítima e revanchista" do Presidente do Conselho Diretivo do Clube, Bruno de Carvalho, na vida dos Leões de Portugal.

Menezes Rodrigues renunciou à presidência dos Leões de Portugal, instituição de cariz social fundado em 1984 por um grupo de sócios do Sporting.

O antigo vice-presidente do clube, pediu para se afastar do cargo, num carta enviada à Mesa da Assembleia Geral da IPSS, a que o DN teve acesso, refere que "os valores e os princípios", que regem a sua vida não lhe permitem, "continuar a coabitar com o Presidente do Conselho Diretivo". Ou seja, Bruno de Carvalho.

E continua. "A intromissão ilegítima e revanchista na vida dos Leões de Portugal, tornou-se se tal maneira insuportável", que não restou a Menezes Rodrigues, renunciar ao mandato.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG