Jesus renova até 2019 e recebe mais um milhão/ano

Interesse do FC Porto acelerou acordo que estava a ser discutido há dois meses. Técnico reforça poderes, mantém-se sem cláusula de rescisão e passa a ganhar seis milhões/época

Acabou-se o tabu. Jorge Jesus já tinha dado a entender que ia ficar no Sporting e ontem as dúvidas acabaram, com o técnico a renovar por mais uma época, até 2019, o contrato que o liga ao Sporting. Segundo o DN apurou, o novo vínculo ontem oficializado e, à imagem do anterior, não contempla cláusula de rescisão, mas garante ao treinador uma melhoria salarial, passando a receber mais um milhão de euros brutos por temporada, ou seja, seis milhões no total, em vez dos cinco do contrato anterior. Limpos, já depois de deduzidos os impostos, o técnico vai embolsar cerca de 2,7 milhões/ano, 220 mil euros por mês.

Tal como o DN noticiou, o FC Porto tentou desviar Jesus de Alvalade, mesmo tendo de indemnizar o clube leonino, e acenou com um contrato de 7,5 milhões de euros brutos por época. O treinador, no entanto, optou por ficar no Sporting, demovido pelo projeto de Bruno de Carvalho, confessando que estava há dois meses a negociar a renovação.

No antigo vínculo Jorge Jesus não tinha cláusula de rescisão, situação que se vai manter. Ou seja, qualquer clube que pretenda contratá-lo terá de pagar à SAD do Sporting o remanescente dos salários até 2019, o que à data são 18 milhões de euros.

Ao que foi possível apurar, porém, existe um entendimento para facilitar a saída noutros moldes, caso o treinador receba uma proposta de um dos principais clubes europeus. No comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), contudo, o Sporting não confirmou qualquer detalhe do novo contrato.

"Quero agradecer a confiança que a direção e a SAD do Sporting depositaram em mim. Há cerca de dois meses o presidente convidou--me a pensar na renovação por mais um ano e, tendo eu mais dois de contrato, foi uma decisão e uma confiança que mexeu comigo e que me levou a pensar que era isto que eu queria. A confiança depositada em mim fez-me pensar nestes dois meses naquilo que é melhor para o Sporting", salientou o treinador em conferência de imprensa, satisfeito por continuar.

"Em dez meses desenvolvemos um trabalho espetacular e por isso aceitei mais um ano de contrato. O Sporting vai estar mais forte. Penso que voltámos, como disse na minha apresentação, a acordar o leão. Ele agora acordou. Estou muito satisfeito e feliz por dar continuidade ao meu trabalho", afirmou.

Terá palavra a dizer no mercado

Além da renovação de contrato, e ainda segundo apurou o DN, o treinador terá poderes alargados, a começar pela política de contratações e saídas de jogadores. Esta pasta estava entregue a Bruno de Carvalho, mas agora Jesus também terá um papel determinante.

O presidente do Sporting também não escondeu o agrado por poder contar com Jesus até 2019. "Falámos e decidimos ambos a continuidade por mais uma época. Somos homens de paixões e projetos. Assim foi conseguida uma meta de mais três anos. O clube respira muita saúde a nível desportivo e financeiro. Demos um grande passo para unificar este grande clube, para a continuação da alegria dos adeptos e o regresso do grande Sporting. É isso que eu, Jesus e todos fazemos todos os dias. Trabalhamos com paixão, vontade e sentido de projeto, rumo e caminho", revelou Bruno de Carvalho numa conferência sem direito a perguntas.

Ler mais

Exclusivos