Jogadores foram agredidos e agora recusam treinar

A Academia do clube, em Alcochete, foi invadida por várias dezenas de adeptos.

A Academia do Sporting, em Alcochete, foi esta terça-feira à tarde invadida por várias dezenas de adeptos, que segundo o Record foram cerca de cinco dezenas, surgiram a correr, de cara tapada e tentaram impedir os jornalistas de filmar. Contudo, já depois de terem chegado à zona dos relvados, saíram do local ao fim de 15 minutos, sem a intervenção da polícia.

De acordo com A Bola, a fação terá agredido Jorge Jesus, Bas Dost, Acuña, Rui Patrício, William Carvalho, Battaglia e ainda Raul José, adjunto de Jorge Jesus. O Record diz que Misic também fez parte do lote de agredidos, e que Jorge Jesus terá sido alvo de uma cabeçada na cara. A TVI diz que as agressões foram feitas com cintos e barras de ferro e que houve fisioterapeutas esfaqueados.

Foram cerca de cinco dezenas, surgiram a correr, de cara tapada e tentaram impedir os jornalistas de filmar

Entretanto, surgiu nas redes sociais e em vários meios de comunicação social uma fotografia de Bas Dost ferido na cabeça e de lágrimas nos olhos - algo que fonte do clube confirmou ser verdadeira ao DN -, assim como uma imagem do balneário do Sporting depois de terem sido atirado tochas lá dentro. O holandês terá mesmo sido o jogador que saiu mais mal tratado deste incidente.

Ao que o DN apurou, o preparador físico Mário Monteiro foi agredido, os alarmes contra incêndios dispararam porque houve tochas atiradas para o balneário e os jogadores recusam treinar se não tiverem garantias de segurança e de condições de trabalho, e já haverá empresários de futebolistas a procurar fundamento jurídico para rescisões por justa causa. Várias estações de televisão já transmitiram algumas imagens.

"Isto não é aceitável, é uma situação perigosa. Bas Dost é um dos jogadores mais importantes do Sporting nos últimos 10 anos", afirmou a O Jogo o empresário do avançado holandês, Gunther Neuhaus.

AS IMAGENS DO BALNEÁRIO

OS VÍDEOS DA VIOLÊNCIA

SAÍDAS?

Joaquim Evangelista admite "medidas legais" por parte do plantel leonino.

Acuña e Battaglia ponderam rescindir contrato. A informação é avançada pela edição online da estação de televisão argentina TyC Sports. Outros podem seguir-se...

A REAÇÃO DA LIGA

"Lamentáveis" e sem "lugar no mundo do futebol profissional". É assim que a Liga comenta os acontecimentos desta terça-feira na Academia de Alcochete.

Sportinguista e ex-membro do Comité de Governação da FIFA, o antigo governante diz ter "vergonha de ser do mesmo clube que certos adeptos" que invadiram Alcochete e agrediram jogadores e equipa técnica. E pede desculpa, enquanto sportinguista, aos que foram agredidos.

A REAÇÃO DA FEDERAÇÃO

"VANDALISMO CRIMINOSO"

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.