Jogadores foram agredidos e agora recusam treinar

A Academia do clube, em Alcochete, foi invadida por várias dezenas de adeptos.

A Academia do Sporting, em Alcochete, foi esta terça-feira à tarde invadida por várias dezenas de adeptos, que segundo o Record foram cerca de cinco dezenas, surgiram a correr, de cara tapada e tentaram impedir os jornalistas de filmar. Contudo, já depois de terem chegado à zona dos relvados, saíram do local ao fim de 15 minutos, sem a intervenção da polícia.

De acordo com A Bola, a fação terá agredido Jorge Jesus, Bas Dost, Acuña, Rui Patrício, William Carvalho, Battaglia e ainda Raul José, adjunto de Jorge Jesus. O Record diz que Misic também fez parte do lote de agredidos, e que Jorge Jesus terá sido alvo de uma cabeçada na cara. A TVI diz que as agressões foram feitas com cintos e barras de ferro e que houve fisioterapeutas esfaqueados.

Foram cerca de cinco dezenas, surgiram a correr, de cara tapada e tentaram impedir os jornalistas de filmar

Entretanto, surgiu nas redes sociais e em vários meios de comunicação social uma fotografia de Bas Dost ferido na cabeça e de lágrimas nos olhos - algo que fonte do clube confirmou ser verdadeira ao DN -, assim como uma imagem do balneário do Sporting depois de terem sido atirado tochas lá dentro. O holandês terá mesmo sido o jogador que saiu mais mal tratado deste incidente.

Ao que o DN apurou, o preparador físico Mário Monteiro foi agredido, os alarmes contra incêndios dispararam porque houve tochas atiradas para o balneário e os jogadores recusam treinar se não tiverem garantias de segurança e de condições de trabalho, e já haverá empresários de futebolistas a procurar fundamento jurídico para rescisões por justa causa. Várias estações de televisão já transmitiram algumas imagens.

"Isto não é aceitável, é uma situação perigosa. Bas Dost é um dos jogadores mais importantes do Sporting nos últimos 10 anos", afirmou a O Jogo o empresário do avançado holandês, Gunther Neuhaus.

AS IMAGENS DO BALNEÁRIO

OS VÍDEOS DA VIOLÊNCIA

SAÍDAS?

Joaquim Evangelista admite "medidas legais" por parte do plantel leonino.

Acuña e Battaglia ponderam rescindir contrato. A informação é avançada pela edição online da estação de televisão argentina TyC Sports. Outros podem seguir-se...

A REAÇÃO DA LIGA

"Lamentáveis" e sem "lugar no mundo do futebol profissional". É assim que a Liga comenta os acontecimentos desta terça-feira na Academia de Alcochete.

Sportinguista e ex-membro do Comité de Governação da FIFA, o antigo governante diz ter "vergonha de ser do mesmo clube que certos adeptos" que invadiram Alcochete e agrediram jogadores e equipa técnica. E pede desculpa, enquanto sportinguista, aos que foram agredidos.

A REAÇÃO DA FEDERAÇÃO

"VANDALISMO CRIMINOSO"

Ler mais

Exclusivos