Bruno de Carvalho foi fechar João Mário a Itália

Cansado de intermediações, o presidente deslocou-se ontem a Milão para tratar diretamente da transferência com o Inter

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, está desde ontem em Itália para concluir a transferência de João Mário para o Inter de Milão. O dirigente leonino deslocou-se diretamente aquela cidade transalpina para negociar pessoalmente com os nerazurri.
Até ao momento as conversas para a transferência de João Mário, de 23 anos, para aquele clube italiano estavam a ser mediadas pelo agente FIFA Kia Joorabchian, que fala diretamente com a Suning, multinacional que comprou o Inter de Milão, e posteriormente abordava o Sporting com a oferta dos chineses. Bruno de Carvalho, no entanto, entendeu tratar do assunto pessoalmente em Milão, sem intermediários pelo meio.
À hora do fecho desta edição as partes ainda não tinham chegado a qualquer entendimento, sendo que o Sporting recusou a primeira oferta dos nerazurri, no valor global de 40 milhões de euros. Os verde e brancos esperam encaixar uma verba próxima dos 50 milhões.
Tudo indica também que João Mário possa ser emprestado até final da temporada, a troco de uma parte do valor acordado (entre 10 e 15 milhões de euros), com o Inter de Milão a ficar com uma cláusula obrigatória de compra no final da temporada pelo restante valor do negócio.
Refira-se que o Sporting detém apenas 75% dos direitos económicos de João Mário, pois os restantes 25% pertencem a um fundo de investimento, o Quality Football Ireland Limited (QFIL).
Entre João Mário e Inter de Milão há muito que tudo está alinhavado. O internacional português, que se sagrou campeão europeu pela seleção no último mês de julho, irá receber três milhões de euros por ano, mais 2,4 milhões do que aufere atualmente em Alvalade.
Enquanto a transferência não é oficial, o jogador continua a treinar normalmente com o grupo, preparando o jogo da segunda jornada com o Paços de Ferreira.


Rui Patrício por 20 milhões
Até ao momento ainda não há qualquer oferta do Manchester City por Rui Patrício, mas os leões já foram informados do interesse de Pep Guardiola no internacional português. Ou melhor, que o nº1 leonino é uma segunda opção para o treinador espanhol.
Inicialmente o grande desejo de Guardiola era Ter Stegen, do Barcelona, mas os catalães informaram os citizens que só estavam dispostos a vender o guardião a troco de 70 milhões de euros. Perante isto, o Manchester City desistiu do alemão e virou-se para outro jogador do Barcelona, concretamente Claudio Bravo, que curiosamente no ano passado foi mais vez opção nos catalães que Ter Stegen.
Devido à sua idade, 33 anos, o Barcelona estava disposto a abrir mão do chileno, mas a verdade é que uma lesão de última hora de Ter Stegen travou o negócio, sendo que os citizens estão agora à espera de uma resposta definitiva dos catalães, que por sua vez também esperam uma certeza sobre o tempo de paragem do alemão para dar a tal resposta ao Manchester City.
O clube de Inglaterra, contudo, não admite esperar muito mais tempo, para não correr o risco de não contratar ninguém, dado que o mercado encerra no próximo dia 31. E é devido a esse fator que os citizens estão preparados para avançar para Rui Patrício.
Aliás, já estão mesmo informados dos valores que terão de oferecer para convencerem o Sporting. Os leões exigirão inicialmente 25 milhões, mas um eventual negócio poderá fazer-se por 20, segundo informações recolhidas.
O Sporting está por dentro de todas estas movimentações e por isso mesmo também tem outros jogadores sinalizados, como é o caso do francês Costil, do Rennes, de França.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG