Exclusivo Seleção com nove novos campeões. Ronaldo entre os dez sem troféus

Portugal vai fazer quatro jogos em 11 dias. Grupo moralizado com conquistas. Leão foi campeão e MVP, portistas conseguiram dobradinha e Jota vai jogar a final da Champions.

A seleção nacional, que na quinta-feira se concentrou para preparar o quádruplo compromisso para a Liga das Nações, tem nove novos campeões nacionais. A começar pelos portistas Pepe, Otávio, Diogo Costa e Vitinha, que conseguiram a dobradinha (campeonato e Taça de Portugal), passando por Bernardo Silva e João Cancelo, do Manchester City. Depois há ainda Danilo e Nuno Mendes, do PSG, e Rafael Leão, que além de campeão pelo AC Milan foi eleito o melhor jogador do campeonato italiano e chega à seleção com a moral em alta para a maratona de quatro jogos em onze dias: Espanha (dia 2, em Sevilha), Suíça (dia 5, em Alvalade), República Checa (dia 9, em Alvalade) e outra vez com a Suíça (dia 12, em Genebra).

Entre os 26 eleitos de Fernando Santos, há ainda mais sete jogadores que festejaram outras conquistas este ano, mas que não foram campeões. Rui Patrício (34 anos) levantou quarta-feira o seu primeiro troféu europeu ao serviço de um clube - a Liga Conferência pela AS Roma - e foi determinante para a conquista com duas defesas monstruosas. Se isso lhe pode valer o regresso à titularidade, perdida para Diogo Costa nos últimos jogos, é uma questão para o selecionador resolver. Também William Carvalho e Rui Silva ergueram a Taça do Rei pelo Bétis, enquanto João Palhinha e Matheus Nunes festejaram a conquista da Taça da Liga. Já André Silva ganhou a Taça da Alemanha, naquele que foi o primeiro troféu da história do RB Leipzig.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG