Rúben Amorim: "Temos tido a estrelinha, mas temos tido ainda mais competência"

Treinador do Sporting abordou o jogo com o FC Porto (sábado, às 20.30, no Estádio do Dragão). Leões são líderes, com mais dez pontos do que os dragões na classificação da I Liga.

O Sporting é uma equipa fácil de desmontar como disse Sérgio Conceição? "Sim. Concordo. É fácil olhar para o Sporting e perceber como é que o Sporting joga, muda dependente dos jogadores, mas é fácil. Qualquer pessoa experiente sabe como é que o Sporting se vai apresentar de uma forma muito geral", respondeu Rúben Amorim, esta sexta-feira na antevisão ao duelo entre FC Porto e Sporting, a contar para 21.ª jornada da I Liga.

Mas se Sérgio sabe como "desmontar" o leão, o técnico da equipa de Alvalade atreve-se até a imaginar como o FC Porto se apresentará em campo: "O FC Porto pode apresentar vários sistemas, penso que irão utilizar o 4x4x2. Taremi e Marega fazem uma boa dupla na frente. Assim como o FC Porto nos conhece, nós também os conhecemos. Vamos nos atirar ao jogo da mesma maneira, para ganhar."

Será o jogo do título? "Não. É mais um jogo. Vamos defrontar o campeão nacional. A nossa preparação foi igual, como tivemos uma semana maior chamamos alguns jovens das equipas secundárias. Temos um objetivo muito maior que isso. A preparação foi normal. Estamos confiantes e preparados para o jogo. Fizemos tudo igual, fizemos tudo da mesma maneira. Conhecemos o FC Porto, também estão habituados a ganhar. Disseram que é o tudo por tudo para o FC Porto mas também é para nós porque já não ganhamos há muito tempo", recordou.

Depois lembrou o empate (2-2) no clássico da primeira volta em Alvalade. "Empatamos em casa e fomos superiores, o FC Porto também acabou por marcar. Cada jogo tem uma história diferente e nós vamos tentar ter uma sorte diferente", avisou, admitindo que para os adeptos esse jogo foi muito importante porque mostrou a garra da equipa e do que ela é capaz, mas para ele foram "dois pontos perdidos".

Esperando uma boa arbitragem, Rúben Amorim confirmou que "Paulinho é o único indisponível" para o clássico de sábado. Mas o que muda no futebol do Sporting sem Paulinho? "Muda a forma de jogar, muda as características de um jogador. O Paulinho não é tão rápido como o Tiago Tomás, como o Jovane... mas é mais forte a segurar. É um jogador mais clássico, de área e é por isso que o contratamos porque é um jogador diferente daqueles que temos", explicou confessando: "Todas as equipas precisam de estrelinha. Nós temos tido, mas temos tido ainda mais competência."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG