Real sem CR7 vence Las Palmas. Messi salva o Barcelona de uma derrota em Sevilha

Argentino fez o 2-2 aos 89 minutos e evitou a derrota catalã. Bale e Benzema brilharam na ausência de Ronaldo (3-0).

O Sevilha esteve em vantagem no jogo até aos 88 minutos e ainda desperdiçou várias oportunidades para chegar ao 3-0, mas acabou por permitir o empate ao Barcelona (2-2), aos 90 minutos, pelos pés de Messi, em jogo da 30.ª jornada da Liga espanhola.

A equipa de Vincenzo Montella entrou determinada no jogo e chegou ao golo aos 36 minutos, pelo italo-argentino Franco Vázquez. Depois aguentou a vantagem até ao intervalo e, já no segundo tempo, Muriel aumentou o score. A perder por 2-0, Valverde lançou Messi em campo aos 58 minutos e ficou à espera do efeito dominó.

Aos 88 minutos e quando os adeptos do Sevilha já festejavam nas bancadas do Sánchez Pizjuán, Luis Suárez aproveitou um canto para reduzir o marcador. Um minuto depois, Messi fez o segundo dos catalães, impedindo o Barça de sofrer em Sevilha aquela que seria a primeira derrota da equipa no campeonato.

Os líderes do campeonato espanhol amealharam assim um ponto e aumentaram a vantagem para o segundo classificado, o Atlético de Madrid. Já o Real Madrid foi a Las Palmas vencer, por 3-0, sem Ronaldo, Kroos e Marcelo e aproximou-se dos colchoneros, uma jornada antes do duelo entre ambos no Bernabéu.

Já a pensar no jogo com a Juventus da Liga dos Campeões (terça-feira), Zidane resolveu dar descanso a Cristiano Ronaldo, Toni Kroos e Marcelo na deslocação ao terreno do Las Palmas, mas contou com Gareth Bale (bisou) e Karim Benzema para um triunfo tranquilo. A equipa merengue até nem entrou bem no jogo, mas aos 26 minutos o génio de Modric apareceu no Gran Canaria para servir Bale para o 1-0. Pouco depois Benzema ampliou a vantagem do Real, de penálti, e deu tranquilidade à equipa. No início da segunda, também da marca dos 11 metros, Bale voltou a marcar.

Juve não tremeu e venceu Milan

No encontro que encerrou a jornada 30 do Calcio, a Juventus venceu o Milan (3-1) e distanciou-se do Nápoles de Mário Rui, que empatou no terreno do Sassuolo (1-1). Com André Silva a titular, o Milan mostrou-se muito competitivo, mas foi Dybala a inaugurar o marcador para a Juve. Depois Bonucci, que regressou a Turim, marcou e levou o jogo empatado para o intervalo. No segundo tempo, o campeão e líder do campeonato puxou dos galões e fechou o jogo em 3-1, com golos de Cuadrado e Khedira.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG